Reportar erro
Análise

No "Mais Você", psicóloga fala de "A Dona do Pedaço" e crava: "Josiane não é psicopata"

Ela afirmou que a psicopata é Fabiana

Josiane e Fabiana
Psicóloga analisou Josiane - Foto: Reprodução/Globo
Redação NT

Publicado em 12/09/2019 às 10:05:29

A psicóloga Ana Beatriz tomou café da manhã com Ana Maria Braga e analisou as personalidades dos personagens de “A Dona do Pedaço” no “Mais Você” desta quinta-feira (12). Na visão da profissional, a vilã Josiane (Agatha Moreira) não é uma psicopata.

Antes de fazer a análise, o programa matutino exibiu uma cena da personagem Linda (Rosamaria Murtinho) com Maria da Paz (Juliana Paes), onde a veterana diz que a filha da boleira era uma psicopata. Porém, na visão de Ana Beatriz, Jô é apenas uma mau-caráter, podendo até ter redenção.

“Ela tem atitudes muito maldosas, que um psicopata faria, mas a Jô é muito impulsiva, ela é muito raivosa, ela é muito atabalhoada e, caso ela fosse psicopata de fato, ela tinha feito o Régis matar a mãe. Ela era mais racional, porque ela era herdeira única”, comentou.

“Aí não tinha novela. Não teria graça nenhuma”, brincou Ana Maria, levando Artur Xexéo e a psicóloga ao riso. “Ela seria menos atabalhoada. Ela não planeja”, acrescentou a profissional.

Para surpresa da apresentadora, a psicóloga apontou que outra personagem é psicopata. “A Fabiana sim. Ela é milimétrica, ela guarda as provas, ela vê quem vai trazer. A Jô eu acho mau-caráter. Não essencialmente uma psicopata”, continuou explicando.

“Então podemos esperar uma redenção da Jô?”, perguntou Xexéo. “A Jô pode ter redenção. A Fabiana não. Porque a essência da Fabiana é ruim. Ela chega a gozar das pessoas. Ela fala que veio do convento com aquela frieza. Ela chega a oferecer o namorado para o Agno (Malvino Salvador). Ela não gosta do Rock, ela gosta do sexo que ele oferece. Ela não tem empatia, é completamente racional”, afirmou.

E, para finalizar, explicou qual é a personalidade da filha de Maria da Paz: “A Jô é impulsiva. É totalmente sem identidade. Ela busca o tempo todo ser a Vivi (Paolla Oliveira). Ela não tem personalidade. Ela é um oco”.

Essa definição de Ana Beatriz derruba a tese levantada por Walcyr Carrasco na sua própria novela. Resta saber como ele resolverá essa questão dentro do enredo. 

Mais Notícias