29/11/2016 às 16:38:02

Comentaristas ex-jogadores se emocionam ao falar de acidente da Chapecoense

Por Gabriel Vaquer
Compartilhe »
  
Comentaristas ex-jogadores se emocionam ao falar de acidente da Chapecoense Neto chorou ao falar da tragédia - Reprodução
publicidade
Os programas esportivos foram feitos com muita dificuldade na tarde desta terça-feira (29), por causa do acidente de avião que vitimou quase 80 pessoas na Colômbia, e que levava jogadores da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana, além de comissão técnica, jornalistas e convidados.
 
A mais chocante fala foi de três comentaristas, ex-boleiros, da Band e da ESPN Brasil. Alexandre Oliveira, sempre bem-humorado, não resistiu e chorou ao falar do caso na abertura do "Bate-Bola Debate". 
 
"Primeiro desejar muita força para aquelas pessoas próximas daqueles que partiram. A dor desses é muito grande. Muita luz para aqueles que nos deixaram neste momento. Tenho que parabenizar os colegas de imprensa, do esporte ou não, até porque não é atual falar disso no canal de esporte, mas eles estão tendo muito preparo. Além de passar minha boa energia, eu quero tentar me atentar a valorizar as coisas do dia a dia da vida. Tem tanta coisa sem importância que a gente dá valor, e as coisas mais importante da vida a gente deixa passar, de falar eu te amo para quem você ama... Enfim...", comentou o ex-jogador de futsal. 
Outro depoimento triste foi o de Denílson, dentro do "Jogo Aberto", comandado por Renata Fan, que disse se colocar no lugar das vítimas, chorando copiosamente. 
 
"Você estava curtindo com os seus filhos ontem, e de repente você recebe uma notícia dessas, né? Eu não sei lidar com essa situação. Poderia acontecer com qualquer pessoa, passa um filme na minha cabeça... Eu vou ter um dia péssimo, eu sinto demais a perda desses jogadores. E todos ali buscavam a independência financeira para toda a família jogando futebol, e ajudam toda a família. Tem muita gente sentido essa perda. Meu recado é para os familiares: força e fiquem bem", disse o ex-jogador pentacampeão.  
Já Neto, dentro do programa "Os Donos da Bola", também chorou e pediu mais atenção e amor na vida de todos. "A vida passa rápido, a gente vê os filhos se formando e buscamos apenas a felicidade. As pessoas acham que ser rico é ser feliz. Não é isso. Se o Neto sobreviveu oito horas com o crânio arrebentado é porque tem milagre. A gente tem que acreditar. A gente precisa fazer o bem. A gente não pode bater numa pessoa porque ela está usando verde ou vermelho. Estou chorando porque não tenho força suficiente para ser homem o bastante para lidar com isso, pelos amigos e por quem estava naquele voo", afirmou Neto. 
 
publicidade
publicidade

VEJA TAMBÉM


Comentários

* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!


publicidade