Reportar erro
Exclusivo

Por que Cissa Guimarães foi demitida da Globo após 40 anos

Processo de reestruturação da emissora e alto salário justificaram o corte

Cissa Guimarães sorri, em primeiro plano, com uma blusa verde. Ao fundo, árvores, um banco de madeira e uma casa com estilo rústico
Cissa Guimarães estreou na Globo na década de 1980, como atriz, e passou anos como repórter do Vídeo Show - Foto: Reprodução
Walter Felix, com Sandro Nascimento

Publicado em 30/10/2021 às 13:53:00,
atualizado em 30/10/2021 às 15:14:54

Cissa Guimarães deixou a Globo após 40 anos na emissora. A apresentadora do É de Casa saiu do comando da atração matutina, que já foi ao ar neste sábado (30) sem ela. O anúncio da demissão surgiu na sexta-feira (29), surpreendeu os fãs da famosa e uma dúvida surgiu no ar: por que a empresa dispensaria uma artista que estava no ar, querida pelo público e com quem mantinha um vínculo há quatro décadas?

A resposta está no processo de reestruturação do canal, intitulado Uma Só Globo. A saída de Cissa Guimarães tem a mesma razão financeira da dispensa de atores renomados, caso de Glória Menezes e Tarcísio Meira (1935-2021), no ano passado, e até de jovens talentos já consolidados, como Nathalia Dill, que recentemente não teve o contrato renovado. A nova regra é que os contratos dos atores seja firmado por obra.

Com os apresentadores, a história é um pouco diferente. Eles estão sempre no ar, diferentemente de quem trabalha em novelas e, entre uma trama e outra, ficam um bom tempo longe do vídeo. No caso de Cissa, o fator determinante foi o salário. À frente do É de Casa, a apresentadora ganhava mais de R$ 100 mil mensais.

No mesmo processo de reestruturação, a Globo está buscando cortar os altos salários, especialmente aqueles que chegam aos seis dígitos. A ideia é contratar um nome menos conhecido que o de Cissa para ocupar sua vaga no programa das manhãs de sábado. Naturalmente, o salário será bem menor, culminando em uma economia nas contas da emissora.

Cissa Guimarães foi ausência sentida no É de Casa deste sábado (30)

Por que Cissa Guimarães foi demitida da Globo após 40 anos

Sem Cissa Guimarães, o É de Casa enfrentou críticas nas redes sociais. Parte dos internautas sentiu falta da “moça que quebra o coco e não arrebenta a sapucaia”, como definia Miguel Falabella, com quem ela trabalhou no Vídeo Show - ela, como repórter; ele, como apresentador, na década de 1990.

“Não sei se perdi alguma coisa, mas ainda não vi nenhuma homenagem ou despedida para a Cissa Guimarães no programa de hoje. Será que vai rolar? Afinal ela estava ali desde o início. Ela merece todo nosso carinho e respeito”, escreveu uma fã, no Twitter. “A alegria e a espontaneidade da Cissa estão fazendo falta”, comentou outra.

“Sem pauta interessante e sem a alegria da Cissa ficou muito sem sal esse programa”, opinou uma terceira. “O É de Casa jamais será o mesmo sem a Cissa”, criticou mais uma. Um último acrescentou: “Ela era a alegria desse programa. Tenho 35 anos e ela estava há mais de 40 na Globo. Cresci acompanhando. Vai deixar saudade”.

Confira algumas reações:

Por que Cissa Guimarães foi demitida da Globo após 40 anos

A homenagem "exigida" pelos internautas foi atendida no fim do programa, que relembrou momentos marcantes da apresentadora na atração. “Quero fazer uma homenagem à nossa querida amiga Cissa Guimarães. Um beijo muito especial para você, Cissa, que morou aqui com a gente nesta casa durante seis anos”, declarou Ana Furtado.

Na Globo, Cissa Guimarães estreou na década de 1980, como atriz. Destacou-se em novelas como Um Sonho a Mais (1985), Direito de Amar (1987) e O Clone (2001). Entre os anos 1980 e 1990, também foi repórter do Vídeo Show. Ela integrava o É de Casa desde o início do programa, em 2015.



Mais Notícias