Reportar erro
De saída

Após ataque de Constantino, Amanda Klein deixa programa da Jovem Pan: "Tóxico"

Jornalista seguirá na emissora, mas em outras atrações

Amanda Klein (à esquerda) e Rodrigo Constantino (à direita)
Amanda Klein saiu do programa 3 em 1 - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 07/07/2021 às 16:09:00,
atualizado em 07/07/2021 às 16:17:58

Amanda Klein usou seu perfil do Twitter nesta quarta-feira (7) e anunciou que não fará mais parte do 3 em 1, programa da Jovem Pan. A decisão da jornalista ocorreu um dia depois de ser atacada por Rodrigo Constantino, que também integra o elenco da produção.

“Pedi pra sair do 3 em 1. Em ambiente tóxico e com ataques pessoais não se faz jornalismo. E eu sou jornalista. Continuo na JP [Jovem Pan] no Jornal da Manhã e em outros programas. Conto com vocês”, declarou ela pela rede social.

A saída de Amanda ocorreu um dia depois de Constantino ter feito um questionamento sobre a companheira de emissora. “Amanda é muito burra ou muito canalha?”, indagou o comentarista.

Após a decisão de Klein, ele não escondeu sua satisfação ao saber que a colega não seguiria mais no 3 em 1. “Grande dia! Já posso pedir música no Fantástico? É sempre a mesma coisa: desmascaro os esquerdistas disfarçado de jornalista, que vem sem argumentos e só com narrativas fajutas e uma agenda, eles me atacam, depois bancam a vítima e pedem para sair. Virou rotina”, declarou.

Ele ainda ironizou dizendo que o destino de Amanda poderia ser a TV Cultura. “Tendência é o destino de alguém assim ser na TV Doria, sem audiência, enquanto a audiência do programa 3 em 1 deve aumentar”, concluiu.

Após ataque de Constantino, Amanda Klein deixa programa da Jovem Pan: \"Tóxico\"

Após ataque de Constantino, Amanda Klein deixa programa da Jovem Pan: \"Tóxico\"

Amanda Klein e seu posicionamento

Amanda Klein tem participado ativamente de discussões sobre a pandemia da Covid-19. Ela ganhou maior projeção nas redes sociais por participar do Opinião no Ar, da RedeTV!, fugindo de discursos negacionistas e rebatendo pessoas que defendiam o tratamento precoce.

A jornalista seguiu a mesma linha na rádio Jovem Pan, sendo considerada uma das poucas vozes da esquerda, diferentemente de Rodrigo Constantino. O comentarista tem fama de defender pautas conservadoras e também do governo do presidente Jair Bolsonaro.



Mais Notícias