Reportar erro
Absurdo

Repórter e cinegrafista da Record são agredidos em reportagem; assista ao vídeo

Nas redes sociais, jornalista de afiliada lamentou o episódio de violência

Homens pisoteiam carro em que está jornalista da Record
Repórter e cinegrafista da Record são agredidos - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 16/05/2021 às 20:00:02

O repórter Ronaldo Daros e o cinegrafista Ricardo Alves, da NDTV, afiliada da Record TV em Santa Catarina foram agredidos em meio a uma reportagem, na noite deste sábado (15), em Joinville. A dupla tentava registrar uma confusão em um bar quando foi surpreendida pela agressão de funcionários.

O momento foi registado por testemunhas que estavam na Choperia Dona Francisca, local onde aconteceu o episódio. Nos vídeos, é possível ver Daros sendo atacado dentro do carro em que estava com o cinegrafista.

De acordo com o relato do repórter, ele e Alves retornavam da cobertura de outra ocorrência quando pararam em frente ao bar para apurar uma denúncia de disputa entre os funcionários e frequentadores do bar.

Daros contou que foi impedido de fazer as imagens ao sacar o celular e, na sequência, os agressores cercaram ele e o cinegrafista. As agressões só pararam, segundo o relato, depois que Ronaldo afirmou que apagaria o registro de seu aparelho celular. Ainda de acordo com ele, para garantir que as imagens fossem deletadas, um homem pulou em cima do para-brisa do veículo, o que acabou quebrando o vidro.

Repórter lamenta agressão nas redes sociais 

Nas redes sociais, Daros lamentou o episódio. “Covardia sem limites, digo e repito, nos jornalistas estamos correndo risco de vida na rua. Ontem eu fui agredido, amanhã pode ser qualquer um dos meus colegas. Lamentável os dias que estamos vivendo”, escreveu o jornalista.

"Graças a Deus saímos com vida", disse em outra publicação. Ronaldo Daros também compartilhou outras mensagens de solidariedade que recebeu de colegas de profissão. 

 

TAGS:
Mais Notícias