Reportar erro
Memórias da Telinha

Há 30 anos, Silvio Santos lançava Topa Tudo por Dinheiro e ameaçava hegemonia do Fantástico

Topa Tudo por Dinheiro marcou história no SBT

Silvio Santos no Topa Tudo por Dinheiro em frente a brincadeira do telefone
Silvio Santos fez sucesso no Topa Tudo por Dinheiro entre 1991 e 2001 - Foto: Divulgação/SBT
Thiago Forato

Publicado em 01/05/2021 às 11:30:56

Em 5 de maio de 1991, Silvio Santos reformulava o Tudo por Dinheiro, quadro que tinha uma hora entre 1986 e 1989 e que retornaria dois anos agora com o título que lhe consagraria como um dos programas mais lembrados do Homem do Baú, o Topa Tudo por Dinheiro. A ideia era abrir guerra contra o Fantástico e tentar se aproximar da liderança no Ibope.

A fórmula que reunia câmeras escondidas e gincanas com o auditório logo ganhou o público. "O meu forte no Topa Tudo é a câmera indiscreta. As brincadeiras são adaptados do programa americano, que ficou no ar durante oito meses e acabou em 1983. O Topa Tudo é o parque de diversões do Silvio", contou o diretor Hélio Chiari, diretor, ao Jornal do Brasil.

Primeiro, os índices de audiência do dono do SBT encostavam, mas chegaram a ultrapassar o Fantástico. Em 22 de setembro de 1991, Silvio havia conseguido sua primeira vitória contra o Show da Vida da Globo. Enquanto o seu programa conseguiu 36 pontos de audiência e pico de 40, o Fantástico ficou com 31. No domingo seguinte, nova goleada: 37, pico de 41 contra 29 da Globo.

O fato gerou uma animação grande por parte do SBT e a Globo teve que correr atrás do prejuízo. "Há 10 anos o Fantástico é a mesma coisa. É repetitivo e precisa de mais dinamismo. Enquanto eles trabalham de segunda a sexta, nós trabalhamos de segunda a segunda", alfinetou Luciano Callegari, ex-superintendente artístico do SBT na época.

Para tentar recuperar a audiência do Fantástico, Alberico de Sousa Cruz, ex-diretor da Central Globo de Jornalismo, pediu esforço para a produção do Fantástico, que passava por um período de transição com a troca de seu diretor.

A polêmica de Silvio Santos com o Banco Central

Há 30 anos, Silvio Santos lançava Topa Tudo por Dinheiro e ameaçava hegemonia do Fantástico

Além de guerrear nas noites de domingo pela audiência, Silvio Santos também teve que enfrentar uma advertência do Banco Central. O BC solicitou fitas com a gravação do programa para verificar o conteúdo de suas declarações em relação ao hábito de converter cédulas de dinheiro para distribuir aviõezinhos para a plateia.

Ainda que o auditório fosse à loucura e quem estava em casa, gostasse do entretenimento que Silvio causava, isso não agradava ao BC. "Avisamos a ele que não se pode danificar o meio circulante dessa forma. Acho que ele nos compreendeu e por isso estamos solicitando a fita com o programa de domingo, pois parece que o apresentador deu suas justificativas no ar", disse um representante do Banco Central ao Jornal do Brasil em agosto de 1993.

Para o BC, o gesto de amassar, rasgar ou rabiscar dinheiro é era visto como danificação, podendo provocar desperdício e prejuízo, pois a renovação de estoque das cédulas também custa dinheiro. A explicação foi além: os atos de SS podiam representar crime de acordo com o Código Penal.

Silvio Santos continuou distribuindo dinheiro em forma de aviãozinho e já no Plano Real, numa edição do Topa Tudo por Dinheiro, tornou a explicar que a maneira com que se produzia os aviõezinhos não danificava as cédulas, e cutucou quem criticava sua brincadeira dizendo que essas pessoas "não tinham o que fazer".

"Não está havendo nenhum desrespeito com o dinheiro. O real cada vez mais valorizado, não é estragado. É só tirar a colinha que está aqui, e a nota fica perfeita. As pessoas que estão mandando cartas dizendo que está havendo desrespeito com o real, não está havendo desrespeito. O aviãozinho é feito de uma forma que não estraga o real. Pra evitar que essas pessoas que não têm o que fazer fiquem escrevendo cartas que estamos desrespeitando o real, quando estamos com a maior parte do povo, achando que o real é uma moeda forte e que por ser forte, também pode ser entregue aos meus telespectadores através de aviõezinhos", informou o comunicador.

Topa Tudo por Dinheiro contra o Sai de Baixo

Há 30 anos, Silvio Santos lançava Topa Tudo por Dinheiro e ameaçava hegemonia do Fantástico

O show de Silvio Santos acabou passando para mais tarde com o passar dos anos e explorou a faixa pós-Fantástico, onde também acabou fazendo inúmeras vítimas ao longo da história. O sucesso do Topa Tudo exigiu que a Globo criasse um novo humorístico: nascia há 25 anos o Sai de Baixo.

A gangorra de audiência preocupava a Globo, que liderava de braçada enquanto o Fantástico, que já não sofria mais sustos, estava no ar. Mas logo que terminava, vinha a dor de cabeça. Silvio Santos era conhecido como o "campeão das 10 horas", e na esperança de quebrar sua hegemonia, lançou um humorístico com plateia, nos moldes da Família Trapo (1967-1971).

O Topa Tudo por Dinheiro fez sucesso na programação do SBT até o final de 2001 sendo líder de audiência. Vários de seus quadros acabaram retornando sete anos depois, com a nova roupagem do Programa Silvio Santos, que está no ar até hoje.



Mais Notícias