Emoção

Jornalista do Fox Sports Rádio chora com morte de Maradona: "Tentando me controlar"

Felippe Facincani ficou abalado com o falecimento do ídolo argentino

 Jornalista do Fox Sports Rádio chora com morte de Maradona: "Tentando me controlar"
Felippe chorou no Fox Sports Rádio - Foto: Reprodução/Fox Sports

Redação NT

Publicado em 25/11/2020 às 15:49:00

Felippe Facincani não segurou o choro no Fox Sports Rádio desta quarta-feira (25) ao saber da morte de Maradona. O jornalista declarou que o ídolo argentino foi o jogador que mais o inspirou. O programa repercutia os jogos da Taça Libertadores da América, quando o apresentador Benjamin Back parou tudo para noticiar o falecimento do ex-atleta.

continua depois da publicidade

“Nossa, cara! Tô arrepiado. Perdi até o rumo do programa. Desculpa você que tá em casa, mas programa ao vivo é assim. A gente tem que resolver ao vivo”, afirmou Benja logo após contar aos telespectadores que Maradona havia morrido.

Na hora, Felippe ficou visivelmente abalado com a informação e começou a chorar ao vivo. Depois, Back conversou com um jornalista argentino por um longo tempo e, neste período, Facincani deixou o programa e retornou vestindo uma camisa da Argentina, modelo usado pela seleção na Copa de 1986.

continua depois da publicidade

“Peço desculpas... Se minha condição não estiver legal pra falar. Lógico que tem essa rivalidade Brasil e Argentina dentro de campo, é algo passional e é o que motiva o futebol, mas eu desde criança eu via o Maradona como uma inspiração no futebol. Eu acho que, fora de campo, as minhas inspirações são os meus pais. Nunca pesei o que o Maradona tenha feito de errado fora de campo. Todos têm defeitos e todos têm acertos. E os acertos do Maradona dentro de campo, como jogador, que inspirou o meu amor ao futebol. Por isso fiz questão de colocar essa camisa da Argentina campeã de 1986”, explicou.

continua depois da publicidade

O comentarista explicou que sua emoção não era por acaso. Maradona foi para Facincani o jogador mais importante que ele viu em campo. Por conta disso, estava abalado com a notícia. “Nesses minutos eu saí um pouco daqui pra tomar um ar, pra respirar, tomar uma água, porque eu juro, eu tô tentando me controlar um pouco, mas o Maradona me emociona e será eternamente o jogador mais importante dentro do futebol que eu vi. Infelizmente, não vi o Pelé. Gostaria de ter visto e todo mundo sabe que ele é o maior, mas os que eu vi, o que me inspirou como jogador, o Diego Maradona é o maior, disparado”, completou.

continua depois da publicidade

Famosos homenageiam Maradona

Vários famosos e personalidades homenagearam Diego Maradona. O ex-jogador e atual senador Romário escreveu um longo texto afirmando que o argentino era seu amigo e o melhor que viu em campo, enquanto Mauro Cezar Pereira, comentarista dos canais ESPN e Fox Sports, apontou o ex-atleta como a maior personalidade do futebol. Pelé também se posicionou e disse que “perdeu um grande amigo”.

O ex-jogador morreu depois de um mal súbito, segundo informou o jornal argentino Clarín. O argentino defendeu a seleção argentina e o Boca Juniors. No início do mês, Maradona chegou a preocupar os fãs quando foi internado às pressas com sintomas de anemia.

continua depois da publicidade

Os médicos descobriram uma pequena hemorragia no cérebro e o ex-jogador passou por uma cirurgia para drená-la. Depois de quase 10 dias de internação, recebeu alta em 12 de novembro e estava em casa, no bairro de San Andrés, em Buenos Aires, quando começou a passar mal e sofrer uma parada cardiorrespiratória.

O argentino era tido como um dos maiores jogadores da história do futebol mundial ao lado de Pelé. Ele começou sua carreira no Argentinos Juniors em 1976 e teve 21 anos de carreira como jogador de futebol, com passagens importantes por Boca Juniors, Barcelona, Napoli e Sevilla. Ele também foi o craque da Copa do Mundo de 1986, que consagrou a Argentina campeã do torneio.

continua depois da publicidade