Reportar erro
Triste

Dependente químico, Casagrande se revolta e chora ao vivo com morte de Maradona

Comentarista lamentou o falecimento do ídolo argentino

 Dependente químico, Casagrande se revolta e chora ao vivo com morte de Maradona
Casagrande lamentou a morte de Maradona - Foto: Reprodução/SporTV

Redação NT

Publicado em 25/11/2020 às 16:10:00

Em entrevista ao Jornal Hoje, GloboNews e SporTV nesta quarta-feira (25), Walter Casagrande comentou a morte de Maradona. O comentarista demonstrou revolta sobre o vício de drogas do ídolo argentino e chorou ao vivo. O ex-jogador do Corinthians explicou que “sofre muito quando morre um dependente químico”. Casão tem o seu vício controlado, mas já disse inúmeras vezes que se considera para sempre um dependente químico.

“Eu me tratei e sempre fiquei revoltado com quem estava ao redor dele, porque quem está do lado da pessoa está vendo que está indo para o fundo do poço, tá vendo que ele tá destruindo a vida dele. E ninguém faz alguma coisa para evitar o que aconteceu hoje. Cara, fico chocado pela perda de um grande jogador, por um cara que eu conheci, gostava muito e por ser um dependente químico. Eu sofro muito quando morre um dependente químico, para mim é muito duro”, desabafou ele, já chorando.

Casagrande relembrou o falecimento do jornalista Fernando Vannucci e que teve contato próximo com Maradona na década de 1980, quando os dois jogavam profissionalmente na Itália. “Cara, assim, estou bem chocado. Não só pelo Maradona, pelo (Fernando) Vannucci ontem (o jornalista morreu de infarto)”, declarou.

“Está muito difícil. Joguei a mesma época que o Maradona na Itália. Joguei com o irmão dele no Ascoli, então sempre tive muito contato. Sempre me tratou muito bem. Sempre tratou minha família muito bem. Eu sempre tive preocupação com esse problema da dependência química dele. É a mesma que eu tenho”, lamentou.

Na GloboNews, no programa Estúdio I, ele demonstrou muito abatimento e confessou que sua cabeça estava agitada. O ex-jogador disse que é triste Maradona não ter vencido as drogas e fez um paralelo sobre a sua vida. “Essa guerra contra as drogas... sabe o que eu aprendi? Quando fui fazer meu tratamento, fui evoluindo, evoluindo, até que chegou o momento em que eu não sonhava mais com drogas, não pensava mais. Jogar contra a droga é derrota certa. Se você conseguir chegar ao empate, parou, acabou o jogo. Não dá pra disputar com a droga, ela é muito mais forte do que qualquer ser humano”, completou.

No Seleção SporTV, Casagrande não estava bem e se despediu do programa muito triste. Ele voltou a falar que estava com a mente agitada e precisava esfriar a cabeça, porque hoje à noite estará na equipe da Globo que transmitirá o jogo entre Corinthians e Coritiba, pelo Campeonato Brasileiro.

Globo e a cobertura da morte do Maradona

O anúncio da morte de Maradona surgiu por volta das 13h15 e o Grupo Globo iniciou uma extensa cobertura, informando a causa do falecimento e apresentando ao público toda a trajetória do ídolo argentino. Os canais SporTV ficaram abertos gratuitamente para que os telespectadores pudessem acompanhar cada detalhe do adeus do ex-jogador.

O ex-jogador morreu depois de um mal súbito, segundo informou o jornal argentino Clarín. O argentino defendeu a seleção argentina e o Boca Juniors. No início do mês, Maradona chegou a preocupar os fãs quando foi internado às pressas com sintomas de anemia.

Os médicos descobriram uma pequena hemorragia no cérebro e o ex-jogador passou por uma cirurgia para drená-la. Depois de quase 10 dias de internação, recebeu alta em 12 de novembro e estava em casa, no bairro de San Andrés, em Buenos Aires, quando começou a passar mal e sofrer uma parada cardiorrespiratória.

O argentino era tido como um dos maiores jogadores da história do futebol mundial ao lado de Pelé. Ele começou sua carreira no Argentinos Juniors em 1976 e teve 21 anos de carreira como jogador de futebol, com passagens importantes por Boca Juniors, Barcelona, Napoli e Sevilla. Ele também foi o craque da Copa do Mundo de 1986, que consagrou a Argentina campeã do torneio.



Mais Notícias