Reportar erro
Retratação

Record reconhece erro ao associar youtuber com crime e se desculpa

Emissora se retratou no Jornal da Record

Logotipo Jornal da Record e Maicon Küster
Jornal da Record se desculpou - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 04/08/2020 às 10:19:00

A Record utilizou o seu principal telejornal diário para reconhecer que errou ao associar o influenciador digital Maicon Küster com um homem acusado de pedofilia durante uma matéria exibida pelo Domingo Espetacular. Nessa segunda-feira (3), o Jornal da Record veiculou nova reportagem e pediu desculpas pelo equívoco.

“O programa pede desculpas pelo erro e pela exposição da imagem. Não houve qualquer intenção de expor ou causar transtorno à sua imagem”, posicionou-se o canal, após o youtuber avisar que iria entrar com um processo. A atração contou aos telespectadores que o responsável pelo crime roubava imagens de pessoas e as usava na internet.

O Jornal da Record declarou que o erro do Domingo Espetacular poderia ter sido evitado, caso a produção do programa tivesse usado a imagem de Maicon com um borrão para não expor Maicon a opinião pública de maneira equivocada.

A reportagem da revista eletrônica mostrou a história de um homem que é acusado de abusar sexualmente de crianças e adolescentes, que foi preso em Brasília nos últimos dias. Para alcançar suas vítimas, ele criou duas contas falsas na internet e dizia que em um perfil que seu nome era Talita, uma moradora do Maranhão, e no outro era Henrique – esse perfil usava a foto de Küster, que usava uma peruca loira.

Antes da retratação no Jornal da Record, o canal já tinha se posicionado sobre o caso e reconheceu que havia cometido um equívoco. “Durante uma reportagem exibida ontem, 02/08, no Domingo Espetacular, sobre a prisão de um homem acusado de pedofilia no Distrito Federal, foram utilizados vídeos e fotos de perfis falsos que constam da investigação conduzida pela Polícia Civil local. Infelizmente, houve um equívoco ao apontar a imagem de um dos perfis como sendo a do pedófilo, quando, na verdade, ele usava fotos obtidas na internet. Lamentamos o que aconteceu e vamos apresentar, nesta segunda-feira, 03/08, no Jornal da Record, uma reportagem corrigindo a informação”, afirmou.

Maicon Küster promete processo

Na madrugada de segunda (3), Maicon lamentou que sua imagem foi associada ao crime de pedofilia e garantiu que iria processar a Record. “Aí, Record, como vocês são capazes de dizer que o pedófilo preso era ‘ele de peruca’ sendo que a foto é minha? Vocês têm noção que eu corro risco de morte por culpa da irresponsabilidade completa de vocês? Não só vou processar vocês, como pedirei uma retratação público (sic) por esse absurdo”, prometeu.

Já na noite de ontem, ele agradeceu o apoio dos seus seguidores e garantiu que continuará com a ação contra a emissora. “Obrigado a toda repercussão que vocês me ajudaram a dar sobre todo esse B.O”, comentou. “Vou dar andamento no processo para que sirva de gatilho para que outras situações como essa não aconteçam novamente”, concluiu.

Mais Notícias