Bomba

SBT voltará a exibir futebol 17 anos após guerra com a Globo

Emissora de Silvio Santos trasmite Flamengo x Fluminense na próxima quarta-feira (15)

SBT voltará a exibir futebol 17 anos após guerra com a Globo
Em 2003, SBT adquiriu transmissão exclusiva do Paulistão, mas teve que enfrentar batalha judicial com a Globo - Foto: Reprodução

Publicado em 11/07/2020 às 14:35:00

Por: Redação NT

O SBT voltará a exibir futebol para toda a rede na próxima quarta-feira (15), com a final do Campeonato Carioca entre Flamengo e Fluminense. A transmissão, antecipada pelo colunista Flávio Ricco, colocará fim a um hiato de 17 anos: Em 2003, a emissora entrou em uma verdadeira guerra judicial contra a Globo pelos direitos do Campeonato Paulista. Sem conseguir barrar o monopólio do canal carioca, a TV de Silvio Santos ficou esse longo período sem futebol para a rede - somente afiliadas seguem com alguns direitos, como a Copa do Nordeste.

Antes, um adendo: procurada pelo NaTelinha, a assessoria de imprensa do SBT ainda não confirma a exibição da decisão do Carioca. "Ainda não batemos o martelo, tivemos apenas a primeira conversa com o Flamengo. Nada resolvido", disse.

No fim de 2002, Silvio Santos planejava investir no segmento de esportes, especialmente nas transmissões ao vivo de futebol. À época, a Federação Paulista tentou vender à Globo a exibição de 12 jogos do campeonato estadual por R$ 12 milhões. A emissora não concordou com o valor, o que abriu espaço para que a FPF oferecesse os direitos a outros canais.

Na conversa com Silvio Santos, o então presidente da federação Eduardo José Farah foi convencido a vender os direitos de 22 jogos do Campeonato Paulista pelos mesmos R$ 12 milhões ofertados à Globo. O SBT passou a ter exclusividade sobre o Paulistão em 2003, o que, é claro, desagradou a principal concorrente.

Para acirrar ainda mais os ânimos, o SBT soltou um comunicado à imprensa com alfinetadas à rival, declarando como "encerrada a fase monopolista do futebol brasileiro e da realização de jogos em horários absurdos, conveniente apenas para a rede que tinha o monopólio". O texto aludia ao acordo firmado entre as partes que empurrava as partidas para tarde da noite.

Em 2003, Globo ignorou decisão da Justiça e colocou estreia do Paulistão no ar

Tinha início, assim, a batalha entre a Globo e o SBT pelos direitos de transmissão do Campeonato Paulista. Na estreia da competição em 2003, a Globo - que já havia tentado, sem sucesso, igualar a proposta do SBT - chegou a ignorar uma determinação judicial e colocou a partida no ar.

No segundo jogo, a Federação Paulista conseguiu garantir a exclusividade ao SBT, impedindo também a transmissão pela Record. Anteriormente, as emissoras de Roberto Marinho e Edir Macedo dividiam ou repassavam os direitos do Paulistão. 

Conhecido como uma "guerra de liminares" entre os canais de TV, o Campeonato Paulista de 2003 acabou sendo transmitido pelas três emissoras. Era o SBT, contudo, que tinha o poder de decisão sobre os horários das partidas, que sempre ficaram a critério da Globo.

Ao final da competição - que teve o Corinthians como campeão -, o juiz de direito deu a preferência ao SBT para adquirir a competição no ano seguinte. No acordo com a Federação, a Globo acabou levando a melhor no ano seguinte.

Ainda em 2003, Silvio Santos também tentou tirar da Globo as séries A e B do Campeonato Brasileiro, além de articular a volta do Torneio Rio São Paulo, em vão. Apesar disso, no mesom ano ainda transmitiu a Copa Ouro da Concacaf e o Sulamericano Sub-20 de seleções. Desde 2018, o canal exibe a Copa do Nordeste para toda a região, mas abandonou a disputa pelas partidas entre os clubes do eixo Rio-São Paulo.

O SBT retorna à briga só agora, 17 anos depois de lutar pelo Paulistão. A grande final do Campeonato Carioca entre Flamengo e Fluminense irá ao ar na próxima quarta-feira, a partir das 21h30. Antes, o primeiro jogo acontece neste domingo (12), mas terá transmissão exclusiva da FluTV, no YouTube.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!