Reportar erro
Louco?

De voo na catapulta a palavrão no ar: 5 vezes em que Sikêra Jr. saiu da casinha

Apresentador divertiu o telespectador diversas vezes

Sikêra Jr
Sikêra Jr no Alerta Nacional - Foto: Reprodução/RedeTV!
Redação NT

Publicado em 21/04/2020 às 05:00:00

Sikêra Jr. se tornou uma das maiores audiências da RedeTV! e tem assustado a concorrência. Durante os três meses de Alerta Nacional, o apresentador polemizou em diversos momentos e virou um dos principais assuntos das redes sociais.

Ele já alfinetou Mariana Godoy, recriou a Banheira do Gugu, pulou numa “catapulta”, saiu gritando pelos estúdios, entre outras coisas.

Por conta disso, o NaTelinha separou cinco momentos em que Sikêra Jr. saiu da caixinha para todo o Brasil.

Confira:

O grito

Sikêra protagonizou uma cena inusitada no encerramento do Alerta Nacional no dia 14 de fevereiro. Incomodado com um vídeo que foi ao ar no programa em que, num show, zombam da figura de Jesus Cristo, o apresentador teve um surto e terminou o jornalístico da RedeTV! aos berros e com uma série de xingamentos.

O último trecho do programa mostrou um show em que ouvia-se os gritos de "Jesus é travesti! Iii, Jesus é travesti!". Assim que as imagens voltaram para os estúdios do programa, o apresentador já estava nervoso com as cenas e começou a fazer duras críticas.

"Povo brasileiro, estou errado? Povo do meu Brasil, eu sou homofóbico? Eu sou machista? Eu sou misógino? Esta peste é o que? Esta bos** é o que? Esta m*er*a é o que?", comentou ele, que passou a gritar enquanto demonstrava inconformismo com a situação.

Não satisfeito, Sikêra bradou em pleno encerramento do Alerta Nacional. "Eu sou o louco? Acabou o programa. Borys, Mariana, a RedeTV! Amílcaro, o dono. Acabou esta mer**, acabou! Acabou! Acabou! Acabou esta mer*a! Acabou! Acabou!", gritava ele, já fora do ar enquanto subiam os créditos do programa.

A piada

Sikêra Júnior fez uma piada de cunho homofóbica ao conversar com um repórter durante o Alerta Nacional no dia 31 de janeiro. O apresentador da RedeTV! cometeu o deslize enquanto conversava num link ao vivo e não resistiu a fazer questionamentos.

O repórter do Amapá, que entrou ao vivo, acabou constrangido com as piadas de Sikêra ao longo do bate papo. "Queima ou não queima?", questionou o apresentador, enquanto tentava fazer o colega responder, insistindo nas perguntas que pareciam homofobia.

Não satisfeito, ele próprio respondeu à pergunta. "Queima!", afirmou Sikêra aos risos, pouco antes de tentar corrigir a brincadeira, mas acabar piorando a situação. "Mas é da gente", finalizou enquanto elogiava o repórter, que trabalha para a TV Tucuju.

Catapulta

Sikêra Jr. simplesmente “voou” no final de janeiro ao participar da brincadeira Desafio do Satan, uma referência ao diabo. Ele subiu em uma catapulta, uma espécie de colchão inflável, e pulou, divertindo-se muito com o momento.

Na queda, ele afirmou que estava sentindo dores. “Aí, minha perna”, declarou. A RedeTV! explicou em comunicado que a atitude foi uma brincadeira espontânea do comunicador e que ele passava bem.

Mariana Godoy

Durante um longo tempo, Sikêra Jr. terminava o Alerta Nacional brincando com Mariana Godoy. Entretanto, ela não estaria gostando das “gracinhas” do apresentador e ele pediu desculpas publicamente, mas sem perder o bom humor.

“Quero pedir desculpas a Mariana Godoy. Todo dia eu faço aqui uma gracinha na despedida. Ela não gostou. Disse que é jornalista. E eu entendo, nós somos aqui 7 palhaços, graças a Deus. Viva a alegria, o circo do Brasil. Fiquem agora com os jornalistas Mariana e Mauro”, declarou.

Banheira do Gugu

O apresentador Gugu morreu em novembro do ano passado, mas continua fazendo escola. Sikêra Jr. recriou o quadro Banheira do Gugu e colocou uma transexual ao vivo no meio da brincadeira. Maria Machadão, uma das funcionárias do jornalista, jogou os sabonetes e os rapazes se divertiram.

Quando a modelo chegou e se apresentou para Sikêra, ele não perdeu tempo e disparou: “Que visão do inferno”. Claro que a brincadeira gerou repercussão nas redes sociais, contudo, em diversas entrevistas, o comunicador explicou que não vai ser censurado e não terá medo da turma do “politicamente correto”.

Mais Notícias