Reportar erro
Mudou

Globo volta atrás e descarta produzir novelas de 100 capítulos

Emissora decidiu que mudança agora não é eficaz

Adriana Esteves em cena de Amor de Mãe
Globo descartou diminuir o tamanho de suas novelas - Foto: Divulgação
Daniel César, com Sandro Nascimento

Publicado em 06/03/2020 às 04:30:11

Globo não pretende mais implantar o plano de produzir novelas mais curtas, de até 100 capítulos. Embora esta tenha sido uma das propostas da gestão Silvio de Abreu quando assumiu o comando da dramaturgia e até tenha sido aprovada uma sinopse neste formato, a emissora carioca descartou a ideia a médio prazo.

Segundo apurado pelo NaTelinha, diante de um atual mercado publicitário retraído, a alta cúpula do canal identificou que não era o momento de implementar este novo modelo de folhetins. A redução do números de capítulos dificulta a diluição dos gastos na produção e reduz a margem de lucro.

A intenção da Globo é que a média de capítulos das produções permaneça em torno de 150 a 170. Quando se cogitou a diminuição deste número, foi divulgado que Feira de Vaidades, projeto de Gilberto Braga, estrearia o modelo de 100 capítulos. Como a emissora já descartou a hipótese, indo ao ar, a novela terá que se adaptar aos tradicionais 150.

Novelas curtas é um assunto debatido há muito tempo. Desde 1999, quando a dramaturgia era de responsabilidade de Daniel Filho, o tema estava em voga. O diretor apresentou à cúpula da emissora estudos que apontavam a possibilidade de uma novela se pagar após 80 capítulos e o retorno financeiro acontecia por volta do capítulo 100.

Globo volta atrás e descarta produzir novelas de 100 capítulos

Em setembro daquele ano, o jornal Folha de S.Paulo publicou reportagem do jornalista Alexandre Maron sobre o desejo da Globo investir em tramas curtas. A matéria relatava a insatisfação de alguns autores em relação ao número de capítulos das novelas e Lauro César Muniz fazia parte deste grupo.

"Há alguns anos, o Boni me pediu que fizesse um relatório provando que seria possível fazer novelas menores e mais baratas. Eu tentei mostrar que, com menos personagens, tramas paralelas, cenários e locações, seria possível reduzir o preço. Mas na época foi arquivado", explicou Muniz em 1999.

Em entrevista exclusiva ao NaTelinha em maio do ano passado, Lauro continuou defendendo que as novelas sejam curtas. “Está na hora de buscarmos um novo formato para a telenovela. Um formato que recupere a qualidade de outros tempos. Talvez seja bom observar e analisar as boas séries produzidas pela televisão americana, inglesa, francesa”, analisou.

“Vai melhorar muito a qualidade das telenovelas. Em novelas longas de 200 capítulos sempre teremos 'barrigas', trechos de ação artificial, para preencher o absurdo número de 200 capítulos ou mais”, declarou.

Globo volta atrás e descarta produzir novelas de 100 capítulos

Posicionamento da Globo

O NaTelinha entrou em contato com a Globo sobre o tema, mas até a publicação da reportagem, não obteve retorno. Caso ela se posicione, a reportagem será atualizada.

No ano passado, a emissora informou que cada projeto é analisado individualmente e o número de capítulos é definido através da história que a produção está contando, seguindo estratégia de programação.

Mais Notícias