Exclusivo

Band flerta com TV portuguesa para produzir novelas

Executivo português vem arquitetando parceria

Band flerta com TV portuguesa para produzir novelas
Divulgação/Band

Publicado em 17/01/2020 às 04:30:17 ,
atualizado em 17/01/2020 às 10:17:25

Por: Sandro Nascimento

Numa tentativa de reativar a teledramaturgia na Band, paralisada há 12 anos, o executivo artístico da emissora, José Eduardo Moniz, vem conversando com o canal português TVI no intuito de fechar uma parceria para produções de novelas luso-brasileiras. Essa seria a principal cartada do diretor para equalizar os custos de produção e viabilizar o projeto na grade 2020 da rede paulista.

Para a nova empreitada, José Eduardo Moniz já sondou o autor Aguinaldo Silva, que encerra seu compromisso com a Globo no dia 29 de fevereiro. A emissora carioca já comunicou que não irá renovar o contrato com o veterano autor após 40 anos de serviços prestados.

Em 2006, o canal da família Saad fechou uma coprodução com a portuguesa RTP para exibir a novela Paixões Proibidas, escrita por Aimar Labaki. A trama foi um fracasso de audiência e teve diversas problemas de execução.

Novela Ouro Verde é da TVI

Atualmente, a Band exibe em seu horário nobre a novela portuguesa Ouro Verde (2017), da TVI. A trama escrita por Maria João Costa possui em seu elenco nomes brasileiros como Silvia Pfeifer, Zezé Motta e Bruno Cabrerizo. De acordo com números da Kantar Ibope São Paulo, a novela alcança cerca de 1,3 ponto de média.

José Eduardo Moniz é conhecido em Portugal por ser responsável por uma reviravolta no mercado televisivo do país. Ele colocou a TVI, onde era o principal diretor, na liderança de audiência no lugar da SIC. Moniz foi contratado pela Band para ser consultor artístico em novembro de 2019 e vem traçando estratégias de programação para o canal em 2020. Seu grande desafio será encontrar a viabilidade financeira dos novos folhetins da Band.  

Procurada pela reportagem, a emissora não se manisfestou.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!