Confira

Record exibe vídeo onde sertanejo Victor aparece agredindo a mulher em 2017

Imagens foram divulgadas após fim do segredo de justiça

Record exibe vídeo onde sertanejo Victor aparece agredindo a mulher em 2017
Victor Chaves foi condenado por agredir a esposa. Record mostrou vídeo da agressão. Foto: Montagem

Publicado em 13/01/2020 às 12:07:49

Por: Redação NT

O Domingo Espetacular, da Record, exibiu no último domingo (12) trechos de imagens internas de um prédio que mostram o sertanejo Victor Chaves agredindo sua então esposa, num caso ocorrido em 2017. Os dois estão separados e o cantor acabou condenado por vias de fato, sem lesão aparente.

O jornalístico dominical da Record fez uma longa reportagem para explicar o caso e mostrar as imagens da câmera de segurança do prédio em que o sertanejo morava com a família. O vídeo somente foi divulgado depois que foi determinado o fim do segredo de justiça, que estava imposto desde que Poliana Bagatini iniciou o processo contra Victor.

De acordo com reportagem do Domingo Espetacular, a então mulher do cantor, que estava grávida de quatro meses, discutiu com a sogra, que morava no andar de baixo. Na sequência, ainda irritada, ela vai até o elevador para subir ao seu apartamento, onde estava a primeira filha do casal, acompanhada da cunhada, Paula Chaves.

Nisso, Victor chega já empurrando a mulher para fora, que cai no hall. Pelo espelho do elevador, ainda é possível ver o sertanejo indo com as pernas em Poliana.

Num recorte de cenas realizado pela Record, depois a mulher aparece com a filha no colo dentro do elevado, chorando copiosamente e tentando ser acalmada por outras duas pessoas.

Victor perdeu emprego após a agressão

Vale lembrar que o episódio de violência doméstica vivida por Victor Chaves fez o sertanejo perder o emprego na Globo. Isso porque, na época, ele formava uma dupla com seu irmão Léo e ambos participavam da temporada do The Voice Brasil. Assim que o caso foi revelado, o cantor foi afastado do programa.

Victor foi condenado por vias de fato contra a ex-esposa e terá de cumprir 18 dias de prisão simples, em regime aberto, que pode ser convertido em trabalho comunitário.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!