Quem Quer Ser Um Milionário?

Show do Milhão dos EUA retorna com celebridades em edição de 20 anos

Jimmy Kimmel é o responsável pela nova edição do game-show

Show do Milhão dos EUA retorna com celebridades em edição de 20 anos
Jimmy Kimmel apresentará o novo Quem Quer Ser Um Milionário? - Divulgação/ABC/Disney

Publicado em 08/01/2020 às 17:40:46

Por: Thiago Forato

Embrião do Show do Milhão, o Quem Quer Ser Um Milionário? retorna aos Estados Unidos em abril, sob o comando de Jimmy Kimmel com participantes famosos e que vão responder na tentativa de ganhar 1 milhão de dólares para ajudar instituições de caridades no país.

Alguns ajustes no formato serão feitos: os famosos terão a permissão de chamar um convidado, como parente ou especialista para ajudá-los a responder as perguntas. E a nova edição também apresentará um aplicativo ao vivo que permitirá que os espectadores concorram para ganhar a mesma quantia de dinheiro que as celebridades estão jogando no game.

Baseado em um formato britânico, o Quem Quer Ser Um Milionário? foi uma sensação no ano de 1999 e rapidamente alcançou o topo de audiência. Assim como o Show do Milhão de Silvio Santos, o game americano sofreu grande desgaste, chegando a ser exibido até cinco vezes por semana.

Estima-se que o formato tenha rendido pelo menos 1 bilhão de dólares à ABC, do conglomerado Disney. Foram inúmeros produtos licenciados como CD-ROMs e jogos de tabuleiro.

Quem Quer Ser Um Milionário?

No Brasil, a Globo comprou o formato original em 2017 e é utilizada até hoje para fortalecer o Caldeirão do Huck nas tardes de sábado.

Já o SBT também lucrou com seu formato tupiniquim. Assombrou a Globo em 1999 e viveu seu auge até 2002. Foi extinto no início de 2004, retornou em 2009 e até ensaiou uma volta em 2017 com crianças, sob o comando de Patrícia Abravanel, mas não saiu do papel.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!