Bomba

Globo disputa com Naldo Benny pelo direito de uso da marca Se Joga

Cantor pediu o registro da marca antes da emissora carioca

 Globo disputa com Naldo Benny pelo direito de uso da marca Se Joga
Globo e Naldo Benny disputam direito de usar a marca Se Joga

Daniel César, com Thiago Forato

Publicado em 19/12/2019 às 15:00:46,

A Globo está travando uma disputa com o cantor Naldo Benny pelo direito de uso da marca Se Joga. A emissora carioca e o funkeiro solicitaram o registro em agosto e aguardam uma posição oficial para saber quem será o dono legítimo do nome, que desde o dia 30 de setembro é utilizado para o programa apresentado por Fernanda Gentil, Fabiana Karla e Érico Brás.

continua depois da publicidade

A disputa ocorre no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), responsável pelos registros de marca no Brasil. Segundo apurou o NaTelinha, Naldo Benny solicitou o título no dia 08 de agosto, 19 dias antes da Globo entrar com pedido semelhante. Além dos dois, ainda há outra solicitação da empresa GML Licenciamentos.

A reportagem entrou em contato com a advogada Adriana Cubas Muller, que representa o cantor Naldo no processo, para verificar em que pé está a situação. Ela explicou que até o momento nem a Globo e nem o cantor possuem o registro da marca e que caberá ao INPI a decisão final sobre quem ficará com o nome Se Joga.

continua depois da publicidade

Mas Adriana também deixou claro que pode acontecer do Instituto permitir que os dois utilizem a marca. "Há casos em que o INPI permite o uso quando não são conflitantes. No caso do Naldo, ele quer o registro para utilizar para um show, não é um programa de televisão", comentou a advogada sem deixar claro se a intenção do funkeiro é o registro exclusivo do nome Se Joga.

A advogada também afirmou que não há prazo para o resultado final da disputa porque cabe ao Instituto dar o parecer final. Tanto a solicitação da Globo quanto a de Naldo estão na mesma fase, que é o exame formal concluído. No caso do pedido do cantor, isso aconteceu em 10 de setembro, do lado da Globo foi em 17 do mesmo mês.

continua depois da publicidade

Diferente de Naldo, no entanto, o processo da Globo apresenta uma petição a mais que está definida como apresentação de documentos. Vale lembrar que a emissora carioca divulgou o nome da atração para a imprensa no dia 26 de agosto, ou seja, uma semana antes de seu pedido de registro. Pouco depois, no dia 1º de setembro, o canal exibiu a primeira chamada do programa. Naldo solicitou a marca em 08 de agosto, 16 dias antes do programa ter o título divulgado.

continua depois da publicidade

O que pode acontecer com o Se Joga

Existem três hipóteses para o imbróglio envolvendo o uso da marca Se Joga. Caso o INPI entenda que o título é exclusivo da Globo, ela segue normalmente utilizando em seu programa sem maiores problemas e o cantor Naldo terá de escolher outro nome para seu show.

No caso do INPI permitir que ambos utilizem o termo, não haverá nenhum problema ou judicialização do caso, já que tanto Globo quanto Naldo estarão satisfeitos com o resultado. O problema é se o Instituto entender que a marca é exclusiva de Naldo, que a solicitou antes.

continua depois da publicidade

Neste caso, a Globo teria de negociar com o funkeiro e pagar pelo direito de ter um programa chamado Se Joga, ou mudar o nome de sua atração vespertina. Outra solução seria tirar de vez o Se Joga do ar, já que Fernanda Gentil estaria insatisfeita com o projeto.

O que diz a Globo sobre o Se Joga

O NaTelinha entrou em contato com a Globo, que respondeu em nota: "A Globo segue as regras de registro de marca minuciosa e detalhadamente. E, quando necessário, defende no âmbito da lei seus direitos contra iniciativas como esta. Como sempre fez".

continua depois da publicidade