Elegante

Sandra Annenberg não foge de pergunta e comenta desempenho de Maju Coutinho no JH

Jornalista tem gostado do trabalho da sua colega de emissora

Sandra Annenberg não foge de pergunta e comenta desempenho de Maju Coutinho no JH
Sandra Annenberg foi substituída por Maju Coutinho - Foto: Montagem

Publicado em 31/10/2019 às 23:08:09 ,
atualizado em 31/10/2019 às 23:34:20

Por: Daniel César

Após 18 anos, Sandra Annenberg deixou o Jornal Hoje e  Maju Coutinho assumiu a bancada do jornalístico vespertino da Globo. Em entrevista ao TV Fama, da RedeTV!, exibida nesta quinta-feira (31), a jornalista falou das críticas que sua colega vem recebendo pelo seu desempenho à frente do telejornal da Globo.

“É uma questão de tempo, ela começou agora. Eu estive lá por 18 anos. Entreguei o meu filho pra Maju com muito amor e carinho. Ela tem uma vida linda pela frente e as pessoas com o tempo vão se acostumar. É uma questão de costume porque é a voz e é o jeito. Mas eu acho que ela está muito bem”, comentou.

Sandra Annemberg deixou a bancada do Jornal Hoje no dia 13 de setembro e passou o bastão ao vivo para Coutinho, apesar da sucessora ter assumido definitivamente o Jornal Hoje no dia 30 de setembro.

A escolha de Maju para comandar o telejornal vespertino da Globo foi para rejuvenescer a produção, buscando uma interação maior com os correspondentes internacionais e repórteres, além de apostar num estilo mais de notícias policiais.

Sandra se tornou uma das principais jornalistas do país por conta do seu desempenho no Jornal Hoje, enquanto Maju viu sua carreira decolar pelo seu trabalho como garota do tempo do Jornal Nacional.

Sandra Annemberg no Globo Repórter

Após Sérgio Chapelin anunciar sua aposentadoria, a Globo confirmou Sandra Annemberg para substituí-lo, dividindo a apresentação com Glória Maria. Apesar de rumores apontarem descontentamento da jornalista por ter sido levada ao Globo Repórter, ela demonstra viver um momento especial da sua vida.

“Nada ruim. A mudança aconteceu pra eu ir pro Globo Repórter e isso só pode ser bom. Substituir o Sérgio Chapelin é uma honra e o Globo Repórter era o único programa que eu não tinha feito ainda. Que bom aos 51 anos ganhar um presente desses”, afirmou.

Uma das principais mudanças que aconteceu ao assumir o jornalístico noturno semanal foi a questão do tempo. Ela admite que consegue ter mais tranquilidade para cuidar da vida pessoal.

“O ritmo é outro. Tempo é algo que agora eu tenho um pouco e posso te dizer que é muito bom ter esse tempo. A mesma adrenalina que nos move, nos mata aos poucos. Foi bom diminuir”, concluiu.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!