Cópia ou Inspiração?

Novela portuguesa do autor de "Boogie Oogie" tem abertura idêntica a de "Cama de Gato"

"Na Corda Bamba" tem brasileiros no elenco e na direção

Novela portuguesa do autor de
Aberturas de "Na Corda Bamba" e "Cama de Gato" são idênticas. Foto: Montagem

Publicado em 03/10/2019 às 20:50:01

Por: Redação NT

A novela portuguesa "Na Corda Bamba" parece ter se inspirado em "Cama de Gato" para sua abertura. A trama de Rui Vilhena e que conta com nomes brasileiros no elenco como Edwin Luisi e Lucélia Santos estreou neste mês pela TVI em Portugal.

E a abertura da produção chama a atenção pela espantosa semelhança com a de "Cama de Gato", novela das seis de Duca Rachid e Thelma Guedes e que foi ao ar pela Globo em 2009. Com o mesmo conceito, a abertura é tão igual que passa até a sensação de ser mais que uma simples coincidência.

Nos dois casos, enquanto toca as músicas temas e os créditos vão aparecendo, é possível ver um emaranhado de cordas enquanto pessoas tentam pular ou correr se equilibrando por elas. A diferença básica é que na novela portuguesa vê-se uma espécie de animação, enquanto na produção brasileira eram pessoas reais que faziam os movimentos.

Em 2009 quem ainda cuidava das aberturas de novelas da Globo era Hans Donner, considerado um mago da área e que se aposentou há alguns anos. A TVI não disponibiliza nos créditos quem é o responsável pela criação do projeto visual da abertura.

"Na Corda Bamba" tem como diretor responsável pela obra o brasileiro Marcos Schechtman, ex-Globo e que já dirigiu novelas como "Caminhos da Índia" (2009), "Araguaia" (2010) e "Salve Jorge" (2012). Ele assumiu o cargo, após a TVI ter tentado Wolf Maya para a função.

Vale lembrar que Rui Vilhena, autor da novela portuguesa, já esteve no Brasil, também na Globo e foi colaborador de Aguinaldo Silva em "Fina Estampa" (2011). Como autor titular ele escreveu para a emissora carioca apenas "Boogie Oogie" (2014).

"Cama de Gato" na Globo

A novela "Cama de Gato" foi a segunda imersão no horário das seis da dupla Duca Rachid e Thelma Guedes. O folhetim teve Camila Pitanga e Marcos Palmeira como protagonista e Paolla Oliveira no papel da vilã Verônica. A produção foi dirigida por Amora Mautner com direção de núcleo de Ricardo Waddington.

O tema de abertura da novela foi a música "Pelo Avesso", interpretada pelos Titãs. Muito elogiada por este trabalho, a dupla de autoras voltou ao ar dois anos depois com a icônica "Cordel Encantado". O mais recente trabalho de Duca e Thelma foi "Órfãos da Terra".

Veja as aberturas de "Na Corda Bamba" e de "Cama de Gato" e compare


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!