Lista NT

Eles estão à solta: Os caminhos trilhados pelos integrantes do extinto “CQC”

Trupe aprontou muito na tela da Band

Eles estão à solta: Os caminhos trilhados pelos integrantes do extinto “CQC”
Equipe do "CQC" - Foto: Divulgação/Band

Publicado em 18/07/2019 às 05:47:43 ,
atualizado em 18/07/2019 às 09:55:01

Por: Naian Lucas

O "CQC" entrou para a história da televisão brasileira como um dos programas que mudou o jeito de se fazer humor no Brasil. Com piadas ácidas, buscando sempre provocar políticos e celebridades, a atração rivalizou durante anos com o "Pânico" na categoria "Melhor programa de comédia".

A produção da Band estreou em 2008 e foi ao ar pela última vez no final de 2015, contabilizando oito temporadas. Neste período, houve mudanças de apresentadores e repórteres, perdendo a relevância e a audiência. Se no início era um dos programas de maior repercussão do canal da família Saad, no seu fim já não tinha a mesma força do passado.

Mas seus integrantes seguiram novos trilhos em outras empresas. Alguns com grande sucesso, enquanto outros buscam maior espaço.

Veja o que eles estão fazendo após o fim do "CQC":

Marcelo Tas

Foi durante sete temporadas a cara do programa, sendo o principal apresentador do humorístico. Deixou a atração para se dedicar a outros projetos, já que afirmou que não tinha mais nada a oferecer no comando.

Após deixar o “CQC”, Tas trabalhou no Cartoon Network e apresentou o “Papo Animado com Marcelo Tas”, talk-show dedicado ao público infantil, em 2014. Transferiu-se para o SporTV e comandou o “Tas no SporTV”, cobrindo os Jogos Olímpicos de 2016. Ainda no Grupo Globo, participou do “Papo de Segunda”.

Atualmente faz parte da TV Cultura e apresenta o programa “Provocações”. A atração é exibida às terças e o bate-papo com os convidados é disponibilizado na íntegra no canal da emissora no YouTube.

Marco Luque

Esteve em todas as temporadas na bancada do “CQC” e ganhou popularidade por criar um tipo desligado no programa, sendo um contraste dos seus companheiros. Deixou a Band em 2014 e se transferiu para Globo.

Atualmente, ele é integrante fixo do “Altas Horas”, apresentando-se com personagens criados por ele e que fazem parte dos seus espetáculos no teatro.

Rafinha Bastos

Ele completava o trio da bancada do programa ao lado de Tas e Luque e também fazia reportagens do quadro “Proteste Já”, revezando com outros colegas. Com moral na emissora, chegou a integrar a equipe de apresentadores do programa “A Liga”. Em 2011, rescindiu seu contrato com a Band devido a uma piada feita sobre o filho de Wanessa Camargo.

Em 2012, lançou uma série chamada “A Vida de Rafinha Bastos” e o “Saturday Night Live”, na RedeTV!. Ele ficou cinco meses e saiu do canal, criando um canal no YouTube batizado de “Oito Minutos”. Em 2014, Danilo Gentili vai para o SBT e Rafinha assume o “Agora é Tarde”, da Band.

O talk-show foi cancelado em 2015 e Rafinha seguiu com projetos na TV paga e na Netflix. Hoje se dedica a projetos internacionais e no YouTube.

Oscar Filho

Era repórter de reportagens em geral, além de revezar com os colegas o quadro “Proteste Já” e de comandar o “Elefante Branco”. Com a saída de Rafinha Bastos, Oscar integrou a bancada do programa, deixando o posto em 2013.

Fora do humorístico, trabalhou como ator em filmes – “Carrossel” e “Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina” – e competiu na quarta temporada do reality show “Dancing Brasil”, apresentado por Xuxa Meneghel na Record.

Hoje, Oscar é o braço direito de Maisa Silva no programa da apresentadora aos sábados, no SBT. Ele também realiza apresentações de stand-up no teatro e compartilha em suas redes sociais.

Dani Calabresa

Chegou ao programa em 2013 e preferiu se manter como repórter, permitindo que os telespectadores se acostumassem com ela. No ano seguinte, aceitou o pedido de integrar a bancada da atração.

Depois de sair da Band, anunciou sua ida para Globo. Ela foi integrada ao elenco do “Zorra”, tornando-se uma das principais estrelas do humorístico.

Dan Stulbach

Marcelo Tas deixou o “CQC” e Dan assumiu o programa. Ele se manteve na atração até o final de 2015, dividindo bancada com Marco Luque e Rafael Cortez. Com o fim da produção, Stulbach narrou o documentário “A História não Escrita” na Band. Em 2016, apresentou o “Cine Rooftop” ao lado de Maria Fernanda Cândido e André Frateschi.

Em 2017, retornou à Globo e atuou em “A Força do Querer” e “O Sétimo Guardião” (2018). O ator já está escalado para participar de “Carcereiros”, série protagonizada por Rodrigo Lombardi. Dan também tem feito cinema e teatro.

Rafael Cortez

Esteve desde o primeiro ano do programa, trabalhando em reportagens em geral e o quadro “CQTeste”. Saiu do humorístico em 2012 e se transferiu para Record, assumindo o comando do “Got Talent Brasil” e o “Me Leva Comigo”. Com uma passagem apagada, voltou para a Band e dividiu bancada com Dan Stulbach e Marco Luque.

O “CQC” foi cancelado e Rafael se transferiu para a Globo, trabalhando como repórter do “Big Brother Brasil” e participando do “Popstar” e “Super Chef Celebridades”. Deixou a emissora no início do ano passado e atualmente pode ser visto na internet, com o canal "Love Treta" no YouTube.

Danilo Gentili

Começou como repórter em Brasília e apresentando algumas edições do “Proteste Já”. Por conta da sua forte personalidade, cresceu na Band e ganhou o talk-show “Agora é Tarde”. Ele deixou o "CQC" em 2011 e se tornou uma das maiores audiências da casa.

Em 2014, saiu da emissora da família Saad após receber proposta do SBT. Com o “The Noite”, tem incomodado a Globo e alcançando a liderança em muitas madrugadas. Além da televisão, o programa é um sucesso na internet. Danilo também faz apresentações de stand-up.

Felipe Andreoli

Chegou na Band em 2007 no setor de esportes, mas foi levado para a equipe do “CQC”, cuidando mais dos eventos esportivos. Familiarizado com a área, ganhou o programa "Deu Olé".

Seguiu na emissora até dezembro de 2014, quando saiu e acabou se acertando com a Globo, onde começou no programa "Extra Ordinários", do SporTV, ao lado de Eduardo Bueno, Maitê Proença e Xico Sá. Na TV aberta, atuou no "Encontro com Fátima Bernardes".

Em 2017, assumiu o “Esporte Espetacular” ao lado de Fernanda Gentil. Na Copa do Mundo de 2018, comandou o “Zona Mista”.

Atualmente, Felipe é apresentador do “Globo Esporte SP”, entrando no lugar de Ivan Moré.

Warley Santana

Foi o Assessor de Imagem do quadro “Em Foco”. Ele se apresentava como um especialista de marketing e entrevistava políticos e famosos, dando dicas as convidados durante o bate-papo. O comediante deixou o humorístico em 2008.

Em 2010, integrou a equipe do programa “O Formigueiro”. Em 2014, participou do “Muito Show”, da RedeTV!, e foi levado para TV Cultura três anos depois, assumindo a atração “Tá Certo?”.

Monica Iozzi

Venceu em 2009 o concurso para integrar a equipe do programa. Durante um bom tempo, foi a única mulher da atração, ganhando reforço com a chegada de Dani Calabresa em 2013.

Em janeiro de 2014 foi anunciada sua saída da Band e ida para Globo, tornando-se repórter do “Big Brother Brasil” e comentando o Oscar ao lado de Fernanda Lima. No mesmo ano, atuou na novela “Alto Astral”.

Em abril de 2015, aceitou comandar o “Vídeo Show” por três meses, mas fez enorme sucesso e continuou no programa durante um ano. Buscando seguir carreira como atriz, deixou a revista eletrônico e protagonizou a série "Vade Retro" ao lado de Tony RAmos.

Atualmente, ela interpreta a personagem Kim Ventura, em “A Dona do Pedaço”.

Maurício Meirelles

Ganhou espaço na TV como um dos roteiristas do “Legendários”, da Record. Chegou ao “CQC” no final de 2011, realizando reportagens em geral até o final do programa.

Fora do humorístico, participou do “Las Vegas Real” e se tornou repórter do “Pânico na Band”, com o quadro “Webbullying”. Ele também trabalhou no “X Factor Brasil”. Em 2018, transferiu-se para o SporTV e dividiu a apresentação do “Zona Mista” com Felipe Andreolli durante a Copa do Mundo de 2018.

Hoje continua trabalhando no YouTube.


publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!