Boca no trambone

Em jornal da Globo, mulher lança polêmica: "Lula roubava, mas melhorou o povo"

Mineira estava irritada com o aumento do preço da passagem do metrô

Em jornal da Globo, mulher lança polêmica:
Mulher deu entrevista ao "MGTV" - Foto: Reprodução/Globo

Publicado em 09/07/2019 às 14:00:24 ,
atualizado em 09/07/2019 às 15:00:36

Por: Naian Lucas

Desde as eleições de 2014, o Brasil se dividiu entre direita e esquerda. Recentemente, dois políticos se tornaram símbolos desses espectros políticos: Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República e filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), e Jair Messias Bolsonaro, atual governante da União e membro do Partido Liberal Social (PSL). Uma moradora do estado de Minas Gerais participou do “MGTV 1ª – Edição” não fugiu da polêmica e resolveu falar quem é o melhor administrador público.

“[O aumento] está pesando muito para os trabalhadores. Aumenta o valor da passagem, mas o salário não aumenta. Isso daqui virou uma bagunça. Quando era o Lula ainda era melhor. O Lula roubava, mas melhorou o povo. Esse aí ganhou e só está tirando da mão da gente”, disse a mulher, nervosa.

A entrevista aconteceu pela TV Globo Minas, durante o telejornal local na última segunda-feira (08). O repórter Carlos Eduardo Alvim falava com a apresentadora da atração sobre o aumento do valor das passagens no metrô de Belo Horizonte. O preço antes era R$ 2,40 e agora subiu para R$ 2,90, um reajuste de R$ 0,50.

Como é de costume, o profissional resolveu escutar a população e foi pego de surpresa com o posicionamento da cidadã, identificada como dona Viviane. Constrangido, ele resolveu deixar claro que a manifestação era da mulher e não do canal.

“Obrigado pela opinião da senhora. Essa é a opinião da dona Viviane aqui e não da emissora”, finalizou.

Confira o momento da conversa

<

Veja a repercussão sobre a fala da dona Viviane


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!