Reportar erro
Estreia

Justin Timberlake aposta na versão turbinada do “Roda a Roda” para a TV americana

Justin Timberlake é criador da versão americana do "Roda a Roda"

Roda-a-Roda-Americano_1b7dd47255cdcbfba0bb81a7e8d671d7ffb7aa0e.jpeg
"Spin the Wheel" é o "Roda a Roda" americano que pode pagar US$ 23 milhões por episódio
Naian Lucas

Publicado em 09/07/2019 às 09:03:44

Imagine você concorrer a um prêmio de mais de US$ 20 milhões e ainda participar de um programa de TV criado por Justin Timberlake. Tudo isso numa atração turbinada do “Roda a Roda”, consagrado no SBT por Silvio Santos e depois por suas filhas Patrícia e Rebeca. É exatamente esta a proposta de “Spin the Wheel”, game-show da Fox que estreou no último mês de junho nos EUA.

Apresentado por Dax Shepard, o jogo é tão simples e ágil quanto sua “irmã tupiniquim”. Uma imensa roleta vertical de 12 metros de altura é dividida em 48 partes com prêmios em dinheiro, incluindo o perde tudo.

Os competidores respondem a várias perguntas em quatro rodadas. Quem acerta, gira a roda e ganha o valor em que o objeto parar. Já uma resposta errada, esse valor cai. Na primeira rodada, o maior rendimento possível é de US$ 2 milhões.

Na segunda fase, um amigo ou membro da família se junta a sua equipe e é colocado no controle de um botão, que se for empurrado dobra o valor ganho ou perdido nesse giro.

O terceiro confronto é chamado de “Build The Wheel”. Cada resposta correta muda para quatro partes de baixo valor, que gira em torno de US$ 1 a US $ 1.000. Já as partes de alto valor ficam em torno de US$ 250.000, US$ 500.000, US$ 1 milhão ou US$ 2 milhões, enquanto uma resposta errada a quatro partes caem para "Back to Zero", dependendo de qual valor de alto valor o competidor escolhe para jogar em cada rodada.

A fase final não há perguntas e qualquer uma das quatro rodadas que levam o total de ganhos a zero termina a rodada. Antes de cada participante rodar, o parceiro recebe uma oferta para desistir do jogo, mas a decisão só é revelada depois que todos os concorrentes rodam a roleta.

“Este show é massivo em muitos níveis e tem a capacidade de mudar a vida das pessoas", afirmou Rob Wade, presidente de entretenimento alternativo e especiais da Fox Broadcasting Company, para revista Variety em agosto do ano passado. Nessa fase, o programa ainda estava em fase de formatação. No ar, o “Spin the Wheel” vem alcançando público de aproximadamente 3 milhões de telespectadores, segundo a Nielsen.

“Roda a Roda” dos Estados Unidos

O programa lembra muito a produção do SBT, que surgiu nos anos 80 como “Roletrando” e voltou renovado como “Roda a Roda” em 2003, com Silvio Santos.

A releitura apareceu pela primeira vez no “Teleton” daquele ano, contando com as participações especiais de Hebe Camargo, Ratinho, Hermano Henning.

O “Roda a Roda” se tornou fixo na grade do canal no mesmo ano e o homem do baú seguiu responsável pelo comando do game-show. Atualmente, Silvio só apresenta o programa aos domingos, enquanto sua filha, Rebeca Abravanel, é que aparece na tela diariamente.

O jogo foi baseado no formato “Wheel of Fortune”. Os participantes precisam adivinhar as palavras escondidas em um painel. A produção é popular nos Estados Unidos desde 1975.

O game-show é dinâmico e muito simples. Cada rodada a produção escolhe algumas palavras e os participantes precisam adivinhar no melhor estilo forca. O jogador roda a roleta e um valor é apontado como prêmio para cada letra em que o competidor acertar.

Os valores variam de R$ 1,00 a R$ 1 mil. Há também trechos da roleta em que o participante perde tudo ou passa a vez. Vai para parte final quem acumular a maior quantia de dinheiro. Para levar o prêmio máximo, o competidor precisa acertar a palavra final.

Confira o vídeo do game-show da Fox:

Mais Notícias