Exclusivo

Tadeu Schmidt e Poliana Abritta entram na mira dos cortes de salários da Globo

Globo busca renovação no seu quadro de apresentadores jornalistas para adequação de política

Tadeu Schmidt e Poliana Abritta entram na mira dos cortes de salários da Globo
Montagem NaTelinha

Sandro Nascimento
i

Sandro Nascimento

O jornalista Sandro Nascimento assina colunas e reportagens exclusivas no NaTelinha. Também é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br

Publicado em 04/06/2019 às 05:00:05 Atualizado em 04/06/2019 às 13:08:07

Os cortes nos salários milionários que a Globo deve promover na área artística chegará também, de forma drástica, no setor de jornalismo.  Nos próximos dois anos, a emissora deve renovar seu quadro de apresentadores de telejornal para se adequar a sua nova política salarial.

O NaTelinha apurou que a Globo deve fixar o salário para jornalistas que exercem a função de apresentadores na faixa entre R$ 30 e R$ 50 mil. Isso significa uma queda significativa.

Como comparativo, Poliana Abritta e Tadeu Schmidt, que comandam o "Fantástico", recebem em torno de R$ 200 mil, e William Bonner, 600 mil reais. O âncora do "Jornal Nacional", ou seu substituto, não estaria incluído neste novo teto salarial, porém, também sofrerá uma forte redução.

Alguns apresentadores, como Maju Coutinho, que irá substituir Poliana Abritta durante suas férias no "Fantástico", já estão dentro da nova regra salarial que vem sendo colocado em pratica no canal carioca.

Os novos valores serão propostos na medida que cada renovação de contrato estiver na fase de negociação. Este cenário vem enfrentando uma grande resistência entre jornalistas veteranos na Globo. Alguns deles não estão aceitando o novo piso salarial e acabam optando em deixar a emissora.

Como plano B, de acordo com fontes do jornalismo, a Globo pretende promover uma rara renovação de apresentadores em seus noticiários. Jovens jornalistas, que atualmente  trabalham no canal de notícias GloboNews, serão promovidos e transferidos para a TV Globo. Essa movimentação teria como consequência a redução dos recursos destinados ao pagamento de pessoal do setor. Desta forma, salários como de Poliana Abritto e Tadeu Schmidt seguem o caminho de extinção dentro da Globo.

Nos últimos anos, de forma pontual, o grupo vem demitindo veteranos jornalistas, que possuem altos salários, decorrente de anos de casa, e trocando por jovens profissionais, com mão de obra mais barata. Isso vem ocorrendo em diversas funções, desde repórteres, chefes de área ou apresentadores.  

Queda no faturamento da Globo

Essa mudança na política salarial da Globo acontece num momento em que emissora enfrenta uma forte queda em seu faturamento. De acordo com o balanço anual da emissora publicado em março, em 2018, a redução do seu lucro líquido em relação a 2017 foi de 35%.

Para de adequar a este cenário, conforme o NaTelinha adiantou, a Globo planeja reduzir em até 40% os salários milionários de estrelas como Ana Maria Braga, Faustão, Galvão Bueno, Luciano Huck e Fátima Bernardes. O calculo ocorrerá em cima dos valores fixos, em contrapartida, não deve mexer nos percentuais de participação em merchandising que cada contratado possui.

Um dos primeiros globais que sentiu a mudança nos seus rendimentos foi Galvão Bueno. Para compensar a queda no salário, a emissora liberou o narrador, de forma inédita, para fazer ações de merchan durante as partidas de futebol.

Só nos últimos dois anos, diversos jornalistas veteranos deixaram a Globo, entre eles Carla Vilhena, Cristina Serra, Tonico Ferreira, Abel Neto, Denise Barbosa, Millena Machado, André Luiz Azevedo, Mariana Ferrão, Alexandre Garcia, Cris Dias e mais recentemente, Ivan Moré.

Procurada, a Globo se pronunciou após a publicação da reportagem, negando todas as informações e as classificando como "uma teoria simplesmente mentirosa".


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!