Reportar
erro
Família Bracho

Além de remake, universo de “A Usurpadora” ganha websérie

Produção acompanha a história de Lizete Bracho


Lizete_Bracho_4a56d5a641e5c897751d9c18c411324bca4fb31c.jpeg
Lizete Bracho ganhou sua própria série na internet. Foto: Reprodução
Por Daniel César

Publicado em 01/05/2019 às 16:35:20

O universo de “A Usurpadora” conquistou sua segunda exibição em 2019. Além do remake que já está em produção pela Televisa em formato de série, uma websérie está sendo levada ao ar no Youtube pela atriz e produtora María Solares e mostra a vida adulta da filha de Paola Bracho com Carlos Daniel.

Muita gente pode não se lembrar, mas o casal tinha uma filha chamada Lizete. A personagem era bem pequena, ainda mais nova que o outro filho que acabou ganhando mais destaque na trama. Boa parte do público tem na memória afetiva as cenas do desaparecimento de Carlinhos e, portanto, o personagem deve ser mais lembrado.

Mas Lizete era uma personagem carismática e que vivia num mundo de sonhos, tendo conquistado rapidamente o coração de Paulina, enquanto ela se passava por Paola. Agora, em projeto voltado para o mundo da internet, a personagem voltou a ganhar espaço na websérie “El Regresso de Lizete Bracho”.

A produção que já está com seu episódio Piloto disponível no youtube vai acompanhar a vida da personagem já adulta e mostrará tudo que ela viveu após os acontecimentos de “A Usurpadora”.

O diferencial da trama é que a personagem será vivida pela própria atriz que deu vida a ela na década de 90. Maria Solares aceitou a incumbência de viver novamente Lizete Bracho na produção que contará com nove episódios na primeira temporada. Os episódios serão curtos e terão apenas cinco minutos de duração.

Na história, a própria Maria trabalha numa empresa quando recebe uma visita. Trata-se da própria Lizete que convida a sua intérprete para visitar o universo de “A Usurpadora” e saber o que aconteceu com a filha do casal Bracho.

A proposta pretende misturar o mundo real e o imaginário do público sobre o universo de “A Usurpadora”, além de dar a oportunidade do público rever uma personagem que era muito querida à época.

Em contato com o NaTelinha, a atriz e produtora María Solares afirmou que a produção da websérie não tem nenhum vínculo com a Televisa e está todo a cargo de sua equipe.

O primeiro episódio conta com pouco mais de mil visualizações e está totalmente em espanhol.

Mais Notícias