Reportar erro
Guerra

Prefeito do Rio ataca Globo e emissora rebate no "Jornal Nacional"

Marcelo Crivella se estranhou com a repórter Larissa Schmidt

William Bonner e Marcelo Crivella em montagem
William Bonner noticiou nota de repudio contra Marcelo Crivella - Foto: Divulgação/Montagem
Naian Lucas

Publicado em 12/04/2019 às 09:08:31

Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, estranhou-se com a Globo na última quinta-feira (11). O mandatário da cidade maravilhosa se desentendeu com a jornalista Larissa Schmidt numa coletiva de imprensa e a Prefeitura soltou nota contra a emissora, que rebateu com nota de repúdio no “Jornal Nacional”.

O conflito iniciou numa conversa de Crivella com os jornalistas, no qual ele decretou calamidade no município por conta das tragédias que aconteceram na última segunda-feira (08), devido a chuva forte. Larissa Schmidt fez perguntas incomodas, o que irritou o bispo.

Marcelo respondeu que a Globo tem feito oposição ao Rio de Janeiro, apenas apresentando os lados negativos da cidade. Ele ainda afirmou que Jair Bolsonaro não conversa com a emissora pelo posicionamento editorial da empresa. Após impedir que Larissa continuasse na coletiva, considerou o comportamento do canal dramática.

“A Globo é totalmente contra o Rio de Janeiro. É a televisão que anuncia, o tempo todo, os problemas do Rio, que faz drama sobre coisas corriqueiras que ocorrem nas nossas vidas desde que nasci”, disparou o mandatário. Vale ressaltar que mais de dez pessoas morreram na capital carioca por conta das enchentes desta semana.

A repórter não se deu convencida da atitude do prefeito e rebateu aos ataques dele. “O senhor acha que os ocorridos foi um drama corriqueiro? A pior chuva em 22 anos foi um drama corriqueiro, prefeito?”, perguntou. Desta vez, o governante virou as costas para a jornalista e conversou apenas com os outros veículos de comunicação.

Ligado à Record, prefeito do Rio desafia a Globo

O nervosismo fez com que o prefeito afirmasse que os supostos ataques da Globo fossem motivados por dinheiro de propaganda. “A Globo quer é dinheiro na sua propaganda. Ela quer que a gente faça uma festa no Carnaval e ela venda R$ 240 milhões para Prefeitura”, afirmou.

No “Jornal Nacional”, William Bonner informou que a Globo repudia a atitude de Marcelo Crivella e declarou que a emissora apenas cobriu uma tragédia que tirou a vida de dez pessoas e cumpriu apenas o papel do jornalismo de apresentar os fatos ocorridos ao longo da semana.

“A Globo repudia a atitude do prefeito Marcelo Crivella de afastar a repórter Larissa Schmidt dos jornalistas que cumpriam a obrigação de entrevistá-lo. A Globo também repudia a afirmação de Crivella de que a emissora fez drama com coisas corriqueiras na cobertura jornalística do temporal de segunda.

A Globo cobriu uma tragédia que tirou a vida de 10 cariocas e cumpriu a obrigação jornalística de mostrar que a prefeitura demorou a acudir a população – um fato reconhecido pelo próprio prefeito, num momento raro de autocrítica.

A Globo lamenta também as declarações descabidas de Marcelo Crivella quanto ao Carnaval. A Globo compra os direitos de transmissão das escolas de samba e paga um valor seis vezes maior do que aquele que elas recebem de subvenção da Prefeitura.

A Globo se solidariza com a repórter Larissa Schmidt e, mais uma vez, com os cariocas, em especial, com as famílias dos mortos na tragédia”.

Minutos depois, a Prefeitura do Rio de Janeiro usou as redes sociais e divulgou uma nota contra o comportamento da Globo.

Confira abaixo os Tweets:

Vale ressaltar que Marcelo Crivella é sobrinho de Edir Macedo, dono da Record, e tem fortes ligações com a Igreja Universal. A relação entre o prefeito e a Globo não é positiva desde as eleições municipais de 2016.

No segundo turno, o mandatário não participou da última sabatina no “RJTV”.

Mais Notícias