Sucesso

Com fila de anunciantes, "Programa da Maisa" pode ser diário em 2020 no SBT

"No ano que vem a gente vê a disponibilidade dela", diz diretor da emissora, Fernando Pelégio

Maisa Silva e Oscar Filho
Maisa Silva conta com a ajuda de Oscar Filho na apresentação de seu programa - Fotos: Divulgação/SBT
Foto do Colunista / Jornalista

Sandro Nascimento
i

Sandro Nascimento

O jornalista Sandro Nascimento assina colunas e reportagens exclusivas no NaTelinha. Também é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br

Publicado em 01/04/2019 às 06:00:01

Se persistirem os bons resultados de audiência e faturamento, o "Programa da Maisa" pode passar a ser exibido diariamente nas tardes do SBT em 2020. Mas a novidade vai depender da disponibilidade de agenda da apresentadora teen, que foi descoberta por Raul Gil aos 3 anos de idade.

Em bate-papo exclusivo com o NaTelinha, o diretor de planejamento artístico da emissora, Fernando Pelégio, nega que inicialmente tenha pensado em transformar Maisa numa espécie de novo Serginho Groisman, mas não descarta essa possibilidade.

"Nada na televisão a gente fala não. Pode ser que amanhã ou depois a gente amanheça: 'poxa, realmente seria uma boa opção pra audiência e faturamento'", explicou.

Para Pelégio, a nova atração semanal está apenas no começo e ainda é preciso fortalecê-lo para ver seu futuro no SBT. Porém, como Maisa Silva terminará o ensino médio este ano e ela pretende descansar da rotina escolar, abriria espaço em sua agenda para comandar uma atração diária.


Fernando Pelégio é diretor de planejamento artístico do SBT; na foto, posa com nova câmera 4k adquirida pela emissora

"Vamos maturar isso aí e vamos dar vida, deixar o programa mais forte pra ver o futuro dele se vai ser diário ou não. No final desse ano ela vai dar um break na escola. Ela vai precisar de um hiato. Ela tá muito cansada: trabalho, escola, trabalho, escola... No ano que vem a gente vê a disponibilidade dela", projeta o diretor artístico do canal.

Dentro do SBT, apostar em Maisa para a grade diária é vista como uma estratégia de atrair o público jovem e recuperar o target perdido desde a saída do "Programa Livre", em 2001, quando Serginho Groisman migrou para Globo.

A reportagem apurou que existe uma fila de espera com empresas dispostas a anunciar na atração. Para atender a alta demanda, no último sábado (30), quando exibiu seu terceiro episódio, o SBT abriu a quarta cota de patrocínio para o talk-show de Maisa. Além disso, a emissora já negocia a quinta cota entre os interessados.

Os quatro patrocinadores master do vespertino semanal do SBT são: Faculdade Uninove, Chiquinho Sorvetes, Coca-Cola e Magazine Luiza. Todas as marcas com direitos a exibir suas logos na abertura do programa e inserções de merchans diferenciadas na TV e na web.

No quesito audiência, Maisa bateu a Globo em sua estreia com o placar de 9,5 contra 9,2 pontos. No segundo programa, disputando com o jogo do Brasil na Globo e o "Balanço Geral" na Record, ficou em terceiro lugar com 6,4 pontos, ante 16,3 da TV líder e 7,6 do canal de Edir Macedo.

Já a edição levada ao ar no último sábado recuperou. De acordo com dados prévios da Kantar Ibope na Grande São Paulo, entre 14h15 e 15h29, assegurou a segunda colocação com 8 pontos contra 11 da Globo, que exibia a reprise do "Sai de Baixo" e primeira meia hora do "Só Toca Top".

"Ela tá agora lá, entrou na chuva para se molhar e vem disputando. O bom da Maisinha, também, é que tanto o sucesso não sobe a cabeça quanto os revezes também não abalam. Ela é impressionante como se adapta a tudo. É diferente. Maisa que trate de brigar, de fazer um bom programa porque vamos esperar isso dela", completou Fernando Pelégio.

Na próximo sábado (06), em seu quarto episódio, a apresentadora teen recebe o humorista Carlinhos Maia e o jornalista Leo Dias. O "Programa da Maisa" é co-apresentado por Oscar Filho e tem direção de Lucas Gentil.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!