Reportar erro
Crime

Ex-participante do "The Voice Brasil" é acusado de agredir ex-namorada

Luan Douglas esteve na quinta temporada do reality show

luan-douglas-the-voice-brasil-bla-2-_bbcf9a6c4b8b3ae8101af931e73e715247df7a7c.jpeg
Luan Douglas cantando no palco do "The Voice Brasil" - Foto: Reprodução/Globo
Naian Lucas

Publicado em 27/03/2019 às 09:41:52

Ex-participante da quinta temporada do “The Voice Brasil”, Luan Douglas foi acusado de agressão pela sua ex-namorada, segundo informações da Polícia Civil. A elaboração do boletim de ocorrência contra o cantor pernambucano ocorreu no final de fevereiro, contudo, a divulgação aconteceu somente nesta terça-feira (26). A realização da denúncia efetuou-se na 1ª Delegacia da Mulher, em Recife.

Raquel Diniz Sales Cavalcante é a denunciante. De acordo com informações dela para os policiais, as agressões aconteceram no dia 12 de outubro do ano passado. A autora do boletim de ocorrência falou sobre o assunto na sua conta pessoal do Instagram e recebeu apoio dos seus seguidores.

“Pensaram que eu nunca faria isso, só esqueceram do tamanho da minha força, da minha garra, da minha fé e da pessoa que eu me tornei. Não quero mídia, mas quero sim JUSTIÇA!”, escreveu Raquel em um dos trechos do seu texto. Milhares de curtidas e comentários foram feitos no perfil, apoiando-a para continuar lutando contra a violência.

Um novo depoimento de Raquel está agendado para o mês de abril. A defesa de Luan Douglas não se pronunciou sobre o assunto. Vale ressaltar que o cantor ficou entre os 24 melhores cantores da quinta temporada do “The Voice Brasil”. em 2016.

O artista fez parte da equipe de Michel Teló, que venceu naquele ano com a participante Mylena Jardim. O pernambucano conseguiu relativa fama durante o programa, mas não ganhou projeção nacional após terminar o reality show.

A violência contra mulher é um dos maiores problemas atuais do país. Em 2018, 7,6 mil mulheres foram vítimas todos os meses, enquanto 6,1 mil ocorreram em 2017. Tentativas de feminicídio mais do que dobraram e ultrapassaram a marca de 7 mil registros. Os dados são do Governo Federal.

Confira abaixo o texto na íntegra escrito pela denunciante:

Mais Notícias