Rodrigo Carelli

Diretor do "The Four" manda recado sobre uso de TP: "vai do apresentador saber usar"

Reality comandado por Xuxa Meneghel chega ao fim nesta quarta-feira (27)

 Diretor do "The Four" manda recado sobre uso de TP: "vai do apresentador saber usar"
"The Four Brasil" chega ao fim nesta quarta-feira (27), ao vivo - Fotos: Blad Meneghel/Record

Fabrício Falcheti, com Sandro Nascimento

Publicado em 27/03/2019 às 06:41:15

No ar desde o dia 6 de fevereiro, a primeira temporada do reality "The Four Brasil" chega ao fim nesta quarta-feira (27), na Record.

continua depois da publicidade

Em entrevista ao NaTelinha nos bastidores do lançamento da próxima atração da emissora, "Top Chef", o diretor de realities Rodrigo Carelli fez um balanço da competição musical, apresentada por Xuxa Meneghel.

"Foi excelente a primeira temporada. A gente teve sorte... A gente se surpreendeu com o nível do 'The Four'. Não esperávamos um nível tão alto de competidores. Chegou com quatro finalistas realmente extraordinários que não dá pra saber quem vai ganhar. O público vai decidir", disse. Vivian Lemos, Ivan Lima, Nega e Leo Mahuad disputam a grande final, em busca do prêmio de R$ 300 mil.

continua depois da publicidade

Ao longo dos episódios, surgiram críticas sobre a falta de música brasileira no programa. Carelli discorda, diz que isso aconteceu apenas no primeiro programa.

"No primeiro programa tinha pouco mesmo. Mas ao longo da temporada teve bastante. Tem muita, inclusive trouxemos muitos clássicos da música brasileira. A gente pode até discutir a questão do repertório com os participantes, mas eles têm que decidir o que vão cantar. Hoje em dia, os cantores mais jovens gostam do repertório da música pop americana. Uma das candidatas, a Nega, por exemplo, sempre canta em português e arrasa. Os outros três tambpém todos já cantaram em português. O único que não tinha, era o Leo e ele cantou Cazuza, arrebentou, arrasou. Arrepiou todo mundo. A música brasileira está bem presente", explicou.

continua depois da publicidade

Rodrigo Carelli também foi questionado sobre o uso de teleprompter nos realities que dirige, como "The Four", "A Fazenda", "Dancing Brasil", "Power Couple" e todos os outros da Record. Conhecido como TP, o equipamento é acoplado às câmeras e exibe o texto a ser lido pelo apresentador.

Para muita gente, seu uso engessa a apresentação. O diretor rebate e diz que não tem ninguém que prefira ir para o estúdio sem saber o que vai falar.

continua depois da publicidade

"Antes de existir TP tinha as dálias. Não tem nenhum apresentador que diga: 'prefiro ir pra lá sem saber o que eu vou falar, falar na hora e improvisar'. Não existe isso. Todo programa tem um roteiro. Tanto o ponto quanto o TP funciona como um guia para o apresentador", afirma.

Na sequência, Carelli diz que precisa saber usar o teleprompter e ter jogo de cintura. Indireta para Roberto Justus? "Você não vê nenhuma crítica em relação ao Mion nisso em 'A Fazenda'. 90% do que ele falava tava escrito. Ele usava ponto [eletrônico] e TP. Eu falava um monte de coisa. Mas ele sabe lidar com isso. A Xuxa, a mesma coisa, você nunca sabe se ela tá lendo o TP ou improvisando, ela tem esse jogo de cintura. É mais isso. Mais do apresentador saber usar isso apenas como uma ferramenta", conclui.

continua depois da publicidade

A grande final

Na decisão do "The Four Brasil", Vivian Lemos, Ivan Lima, Nega e Leo Mahuad se apresentarão individualmente no palco e a plateia votará no melhor da noite, após as críticas do júri, composto pelo produtor musical João Marcelo Bôscoli, o cantor Leo Chaves e a cantora ex-Rouge, Aline Wirley.

O escolhido desta etapa terá a vantagem de decidir com quem quer batalhar. Assim, dois duelos se formam no palco e o telespectador terá a responsabilidade de eleger os dois finalistas.

continua depois da publicidade

Após o resultado, eles se apresentam novamente no palco e será o público de casa definirá o grande campeão do primeiro "The Four Brasil".

"The Four Brasil" vai ao ar a partir das 22h30, ao vivo, na Record.