Plataforma

No Globoplay, superséries da Globo são tratadas como novelas; saiba por quê


Cena de Onde Nascem os Fortes
"Onde Nascem os Fortes" foi a última supersérie da Globo, exibida no ano passado

O Globoplay, plataforma de streaming do Grupo Globo, não está seguindo à risca a orientação da própria emissora e vem tratando as superséries produzidas nos últimos anos como novelas.

Quem acessa o aplicativo e clica na categoria “novelas”, pode encontrar os capítulos das duas superséries produzidas pela Vênus Platinada: “Os Dias Eram Assim” e “Onde Nascem os Fortes”.

Procurada pelo NaTelinha, o Globoplay explicou a decisão, dizendo que o ajuste busca facilitar a procura de títulos pelo assinante.

"A mudança de alguns títulos da categoria série para novelas está alinhada com a necessidade do consumidor de encontrar mais facilmente os títulos que procura no Globoplay. Por uma limitação temporária de UX, esses títulos com maior número de episódios acabam por ter mais afinidade para o consumidor final com as novelas, de acordo com números recentes, disse, em nota.

Por fim, alertou: é bom atentar que existem diversos títulos de minisséries e seriados da Globo que se mantém na categoria séries.

No Globoplay, superséries da Globo são tratadas como novelas; saiba por quê
Cena do primeiro capítulo de "Os Dias Eram Assim": Supersérie está na categoria Novelas do Globoplay

Vale lembrar que a Globo lançou com pompa o novo formato inventado por ela. À época, a cúpula da emissora carioca chegou a explicar aos veículos que tratava-se de um produto novo, uma espécie de híbrido entre a telenovela e as séries.

Muita gente reclamou justamente dessa decisão em tratar como série um formato que mais lembrava uma novela. Além do tom folhetinesco e de melodrama, “Os Dias Eram Assim” e “Onde Nascem os Fortes” contaram com exibições diárias no horário das 23h.

O horário, inclusive, quando retornou para a grade de programação, em 2011, foi chamado de “novelas das 11”. Aberto com a ideia inicial de se produzir apenas remakes de outras obras, o horário estreou com “O Astro”, que venceu o Emmy Internacional justamente na categoria novela.

Como “novela das 11”, o horário exibiu seis obras. Além da própria “O Astro”, foram produzidos os remakes de “Gabriela”, “Saramandaia” e “O Rebu”, além das inéditas “Verdades Secretas”, também vencedora do Emmy Internacional, e “Liberdade, Liberdade”.

A partir de 2017, a Globo tomou a decisão de chamar as próximas produções do horário de “superséries”. Em 2019 estava confirmada a história de Euclydes Marinho, “Irmãos de Sangue”, mas foi cancelada pela emissora que decidiu não exibir nenhuma produção no horário.

Porém, não se trata do fim do formato. Para 2020, a Globo já confirmou “Selvagem da Ópera”, de Maria Adelaide Amaral.

Mais Notícias