Band

O dia em que repórter do NaTelinha virou participante do “MasterChef Brasil”

Band realiza ação para o lançamento da nova temporada do reality, agora aos domingos

Michele Marreira e Ricardo Feltrin
Repórter do NaTelinha fez dupla com Ricardo Feltrin: para cozinheiros, são ótimos jornalistas
Foto do Colunista / Jornalista

Michele Marreira
i

Michele Marreira

Michele Marreira é repórter do NaTelinha desde 2013. Com 15 anos de experiência na editoria de cultura e entretenimento, passou pelos principais veículos de comunicação do país e é apaixonada pelo ofício.

Publicado em 20/03/2019 às 00:00:02 Atualizado em 20/03/2019 às 19:30:01

O “MasterChef Brasil” chega para sua sexta temporada com amadores com uma importante mudança: antes às terças, agora o reality irá ao ar nas noites de domingo da Band.

Como parte do trabalho de divulgação do programa, a emissora recebeu nesta terça-feira (19), 20 jornalistas em sua sede no bairro do Morumbi, em São Paulo, para uma inusitada missão: passar uma tarde no cenário da atração onde são realizadas as provas, sentindo na pele a pressão que um participante sofre na hora de preparar uma receita.

Com direito ao avental, orientações de Ana Paula Padrão e o veredicto final dos três jurados do programa, Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin.

O NaTelinha esteve entre os convidados, topou o desafio e te conta em detalhes como foi essa divertida competição.

Valendooo

Assim que chegamos ao estúdio do “MasterChef”, tivemos autorização da produção para percorrermos cada espaço do cenário preparado com utensílios de uma boa cozinha industrial: talheres, pratos, panelas, batedeiras e afins. Entramos inclusive no mini mercado de uma famosa rede que patrocina o programa desde a primeira edição. Fotos e vídeos também eram permitidos antes do início da prova.

Eis que entra a anfitriã, a jornalista Ana Paula Padrão, orientando os jornalistas-competidores sobre os detalhes da prova: realizar uma omelete francesa no capricho no prazo estipulado de 30 minutos. Após cada um dos presentes retirarem um número de dentro da caixinha da apresentadora, logo em seguida foram formadas duplas que realizariam a façanha de ser um “MasterChef” por um dia.

A reportagem do NaTelinha trabalhou junto com o colunista Ricardo Feltrin, do UOL - parceiros até na competição.

É pressão que se fala?

O processo realizado foi exatamente o mesmo dos participantes reais. Teve até a “Caixa Surpresa”. O que tinha dentro? Ovos, temperos, verduras e legumes para fazermos bonito em nossa primeira - e única -apresentação perante o júri.

Em seguida, todos tivemos uma rápida aula com o Chef Erick Jacquin de como preparar uma legitima omelete francesa. Dado o sinal de “valendo”, o que se via era jornalistas correndo de um lado para o outro como se realmente estivessem numa das competições acirradas da atração.

Preciso confessar que estava pensativa desde a noite anterior ao saber que teria que cozinhar. Não tenho a menor intimidade com esse universo gastronômico, mas dei o meu melhor. Perto do encerramento, Ana Paula Padrão realizou uma espécie de contagem regressiva com direito a “três, dois, um e levantem as mãos”. “A partir de agora fica proibido dar sequência ao prato, tempo esgotado”, afirmou.

E não é que fiquei na expectativa se teria nossa receita aprovada ou trolada pelo trio de jurados? Levei à sério demais a brincadeira proposta. Ao sermos convocados para subir ao palco para avaliação, fomos elogiados pelo sabor da omelete - embora um tanto doce, pela adição de açúcar, segundo a Chef Paola Carosella -, porém, fomos reprovados no quesito consistência da receita.
Tive que concordar, apesar de ter achado uma experiência incrível.

Mudança: de terça para domingo

O talent show que é considerado um dos mais bem sucedidos do público em geral, traz algumas novidades em 2019.

Uma delas é a mudança no dia de exibição, agora aos domingos, a partir das 20h.

Questionada sobre o que acha da ferrenha briga pela audiência neste dia, Padrão foi enfática: “Ao longo do tempo ganhamos estrutura para conseguirmos brigar num outro patamar e estar no domingo com um produto forte o suficiente para essa disputa”.

Entretanto, engana-se quem pensa que às terças não terá mais apresentação do reality. Haverá um compilado dos melhores momentos, receitas mais comentadas da semana nas redes sociais e cenas de bastidores repletas de humor no “MasterChef Para Tudo”.

Os 19 competidores terão a missão de agradar o paladar dos jurados, colocando em teste a capacidade de trabalhar em conjunto servindo 400 convidados de uma festa pré-determinada, além das provas que exigirão concentração e habilidade.

Atividades por temas gastronômicos também farão parte do jogo nos dois primeiros episódios, divididos em duas etapas que envolvem técnica e os piores já deixam a cozinha. Na segunda, quem conseguir êxito na preparação de um prato conquista o avental. Não se pode relaxar, pois uma decisão ou escolha errada acarretará em um inimigo ou mesmo na própria eliminação.

“Numa cozinha profissional é completamente diferente, a responsabilidade é bem maior. A pressão é verdadeira. Aqui também rola essa pressão dentro do conteúdo do programa, mas no restaurante o bicho pega muito mais”, descreve o Chef Henrique Fogaça.

Com cinco anos à frente de um produto de sucesso na TV, como se sente a Chef Paola Corasella vivendo tamanho êxito? “Tento não pensar muito nisso, não me acho referência”, responde.

“Eles terão que trabalhar com ingredientes do cotidiano e levá-los a uma experiência de alto nível”, completa o Chef Erick Jucquin.

Outra novidade é que a nova temporada conta com a direção de Marisa Mestiço. Ela entra no lugar de Patrício Diaz, que comandou todas as últimas edições e foi promovido a diretor artístico da Band.

“Será uma edição de tensão e muita celebração”, finaliza.

Premiação

Nesta sexta temporada com amadores, todos os desafios valem diversos prêmios, como R$ 500 para quem fizer o melhor prato.

Os dois finalistas serão contemplados com R$ 1 mil por mês, durante um ano, pelo supermercado patrocinador e o grande vencedor levará para a casa a cifra de R$ 250 mil, uma bolsa de estudos de técnicas tradicionais da culinária francesa na escola Le Cordon Bleu Paris e uma cozinha completa de duas outras marcas patrocinadoras. Já o segundo colocado ganhará uma bolsa de estudos na mesma instituição de ensino Le Cordon Bleu, só que em Ottawa, no Canadá.

O “MasterChef Brasil” é um formato da Endemol Shine Group, uma co-produção da Band com o Discovery Home & Health.

O programa vai ao ar todos os domingos, às 20h, a partir do dia 24 de março na tela da Band, além de ser exibido às sextas-feiras, 20h30, no Discovery Home & Healt, com reapresentação às quartas-feiras, 20h30, a partir do dia 29 de março.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!