Altas Horas

Maju Coutinho revela que faz terapia para superar críticas: "Me blindar"

Jornalista contou ao público do "Altas Horas" que faz tratamento

Maju Coutinho
Maju Coutinho - Foto: Reprodução
Foto do Colunista / Jornalista

Laís Lubrani
i

Laís Lubrani

Laís Lubrani é jornalista, ama o mundo da televisão e é apaixonada por escrever. Juntou as duas paixões e integra o time de repórteres e colunistas do NaTelinha

Publicado em 17/03/2019 às 16:30:00 Atualizado em 17/03/2019 às 16:32:46

Neste sábado (16), Maju Coutinho esteve entre os convidados do "Altas Horas". Durante o programa, a jornalista falou sobre a profissão e como lida com críticas.

Maria Júlia revelou ao público que buscou terapia e que realiza o tratamento há 20 anos: “Acho que isso me ajudou muito a me blindar, a me proteger, a seguir em frente e a fechar os ouvidos quando as bobagens são ditas. Quando coisas criminosas são ditas eu também sei como agir. Acho que é esse caminho do autoconhecimento, do autocuidado... eu tenho muito cuidado comigo mesma, com o que eu penso, com quem eu convivo, o que me dá força para seguir em frente.”

A jornalista revelou que, mesmo com o auxílio de um profissional, tem seus momentos tristes:"Tenho os meus momentos de fraqueza, também não gosto de ser tida como ‘ai, a guerreira’... não, tenho meus momentos de fraqueza e de dor. Mas acho que a terapia e o autoconhecimento foram os caminhos mesmo que me levaram para isso que você percebe...”

Maju também falou sobre o desafio de ser uma profissional negra.

“É uma batalha. Aquela história que virou meio clichê de que você tem que fazer o dobro é totalmente real. Você tem essa sensação quando você nasce uma mulher negra no Brasil. Eu lembro que uma amiga da minha mãe me contou que quando eu nasci menina – naquela época não dava para saber o sexo –, ela falou para a amiga: 'eu temo por ela porque ela é negra, mulher e no Brasil'. Isso no final dos anos 70”, relembrou.

 


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!