Reportar erro
Tristeza

Após massacre em Suzano, William Bonner desabafa: "muita vontade de chorar"

Jornalista disse que sentiu muita vontade de chorar

William-Bonner-massacre-suzano_04b0d28499f4b1ca2486da6e2640c789dedfaf5e.jpeg
William Bonner teve um dia difícil no "JN" - Foto: Reprodução
Naian Lucas

Publicado em 14/03/2019 às 08:26:01

O âncora do "Jornal Nacional”, William Bonner, resolveu usar sua conta oficial do Twitter para desabafar. O jornalista, que não é mais um frequentador da rede social, abriu o coração em relação ao Massacre de Suzano. O tiroteio na escola da Grande São Paulo deixou 10 mortos e 11 feridos nesta quarta-feira (13).

“Muita vontade de chorar muito, muitas vezes, ao longo de um dia tão triste. Não uso mais isso aqui. Mas, hoje, senti necessidade de compartilhar esse peso que também os jornalistas tivemos que suportar em nome do dever profissional. E pronto. Está dito”, escreveu Bonner.

A edição de ontem do "JN" começou mais cedo, por volta das 19h30, e contou com 45 minutos no total, sendo 34 dedicados somente à tragédia na escola de Suzano.

William Bonner foi responsável por diversas coberturas de casos que chocaram o Brasil ao longo dos últimos 20 anos. Contudo, em 2019, já teve que noticiar informações sobre Brumadinho, o incêndio no CT do Flamengo, as mortes nas enchentes de São Paulo e Rio de Janeiro, e o acidente aéreo que matou o jornalista Ricardo Boechat. Um início de ano agitado de maneira negativa.

O tweet de Bonner contou com milhares de curtidas, compartilhamentos e mensagens de apoio. Vale ressaltar que William tem mais de 10 milhões de seguidores no Twitter.

O jornalista fez enorme sucesso na sua conta no início da década, porém, nos últimos anos, resolveu se afastar da internet. Em 2018, Bonner explicou que o Twitter se tornou um palco de guerra ideológica, deixando o lado divertido e criativo para trás.

Mais Notícias