Querido pelos colegas

Ricardo Boechat é homenageado nas dependências da Band com "Cantinho do Boechat"

Jornalista faleceu na última segunda-feira (11), chocando todo o país

O jornalista Ricardo Boechat
Ricardo Boechat faleceu aos 66 anos - Reprodução/TV Bandeirantes

Publicado em 13/02/2019 às 11:09:00 ,
atualizado em 13/02/2019 às 11:32:41

Por: Thiago Forato

O jornalista Ricardo Boechat, morto na última segunda-feira (11) em decorrência da queda de um helicóptero em São Paulo, foi homenageado pelos funcionários da Band.

Na manhã de ontem (12), foi criado o "Cantinho do Boechat", na vaga do estacionamento que o jornalista costumava ocupar. 

Uma criação ainda manual colocou uma plaquinha dando o nome do espaço, juntamente com a capa do jornal Metro em que Boechat aparece de corpo inteiro.

O local era onde o âncora do "Jornal da Band" se sentava para ler seu jornal nas dependências da Band.

 

Corpo cremado

De forma privada aos familiares, o corpo de Boechat foi cremado nesta terça no Horto da Paz, localizado em Itapacerica da Serra (SP).

A despedida dos amigos e parentes do comunicador também foi emocionante. Colegas de profissão conversaram com a imprensa e contaram histórias de Boechat e lamentaram o fato dele ter morrido de maneira trágica e tão cedo.

O velório teve início no fim da noite de segunda-feira e contou com a presença dos familiares na cerimônia, como a mãe Mercedez Boechat, a mulher Veruska Seibel Boechat e seus filhos. No começo da madrugada desta terça, a cerimônia foi aberta ao público.

Boechat morreu na tarde de segunda, quando aconteceu a queda de um helicóptero na rodovia Anhanguera, na altura do quilômetro 7 do Rodoanel. Seu destino era o heliponto da Band.

O jornalista vinha de Campinas, onde deu uma palestra sobre ética para funcionários de uma indústria farmacêutica. Ele apresentava o "Jornal da Band" desde 2005.

Trajetória

Ricardo Boechat foi um dos jornalistas mais respeitados do Brasil. Prestigiado, é o recordista de prêmios do Comunique-se e venceu três vezes o troféu Esso.

Boechat iniciou sua carreira na década de 70, escrevendo em jornais como O Globo, Jornal do Brasil, O Estado de São Paulo, entre outros.

Também fez parte do casting da Globo. A partir de 1996, foi comentarista diário no “Bom Dia Brasil”, além de ter trabalhado no “Jornal da Globo”. Sua saída aconteceu em 2001, de forma polêmica.

Ao longo da sua extensa carreira, passou pelo SBT e foi diretor de jornalismo da Band. Atualmente, era contratado para ser âncora da Band News FM e do “Jornal da Band”. Também escrevia para a revista IstoÉ.

Além de ganhar a credibilidade do mercado publicitário, Boechat tinha o carinho do público e respeito dos seus colegas de trabalho.

Conhecido pela personalidade forte, marcada por opiniões controversas, Ricardo nunca deixou o bom humor de lado e sua carreira será marcada pelo bom profissional que foi e pela facilidade em dialogar com as pessoas.

 


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!