Homenagem

Para homenagear Caio Junqueira, Record TV muda filme e exibirá "Tropa de Elite"

Caio Junqueira em Tropa de Elite
Divulgação

Publicado em 23/01/2019 às 13:17:15 ,
atualizado em 23/01/2019 às 14:32:20

Por: Diogo Cavalcante com Gabriel Vaquer

Em virtude da morte do ator Caio Junqueira, a Record TV exibirá nesta quinta-feira (24) "Tropa de Elite" no "Cine Record Especial". Na obra, Caio interpretou um de seus personagens mais marcantes: o policial Neto.

Originalmente, a emissora iria exibir mais uma reprise de "O Retorno da Múmia".

O ator morreu na manhã desta quarta-feira (23), no Hospital Miguel Couto, Rio de Janeiro, onde estava desde que sofreu um grave acidente de carro, no último dia 16, enquanto dirigia pelo Aterro do Flamengo.

Carreira

Filho do ator Fábio Junqueira (também falecido), Caio estreou na dramaturgia na década de 80, no seriado "Tamanho Família", da TV Manchete.

Esteve presente em diversas obras da Globo, como "Desejo" (1990), "Engaçadinha" (1995), "A Vida como ela É" (1996) e "Desejo Proibido" (2007).

Caio Junqueira foi contratado fixo da Record TV entre 2008 e 2015, onde fez produções como "A Lei e o Crime", "Ribeirão do Tempo", "José do Egito", "Milagres de Jesus" e "Conselho Tutelar".

Seus últimos trabalhos na TV foram nas séries "Um Contra Todos", da Fox, e "O Mecanismo", da Netflix.

Diversos amigos famosos se despediram nas redes sociais.

O acidente

Caio Junqueira não resistiu após sofrer um grave acidente de carro há exatamente uma semana, no Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro. O veículo que ele dirigia vinha em alta velocidade, quando perdeu o controle e capotou ao Museu da Arte Moderna, no bairro da Glória.

Os profissionais retiraram o artista do veículo em meio às ferragens e o encaminharam até o Hospital Municipal Miguel Couto, em estado grave. Caio Junqueira estava internado desde então com politraumatismo e passou por duas cirurgias.

Os médicos estavam animados nas últimas horas, após o estado febril passar e os órgãos internos estarem preservados. Mesmo assim, com a gravidade do acidente, ele não suportou.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!