Polêmica

Âncora da Band diz duvidar que João de Deus tenha abusado de 500 mulheres e revolta web

Apresentadora da Globo News reforçou críticas no Twitter

Fábio Pannunzio
Reprodução

Publicado em 18/12/2018 às 17:05:17 ,
atualizado em 18/12/2018 às 17:35:27

Por: Gabriel Vaquer

Apresentador do "Jornal da Noite", exibido todo fim de noite na Band, Fábio Pannunzio provocou polêmica na madrugada desta terça-feira (18) ao dar sua opinião sobre o caso João de Deus.

Após revelação no programa "Conversa com Bial", da Globo, cerca de 500 mulheres denunciaram o médium por abuso sexual e ele já está preso preventivamente.

Depois de exibir uma reportagem sobre o caso, Pannunzio deu sua opinião e disse que não duvidava que houve crime, mas questionou o que chamou de "apetite sexual" de João de Deus, afirmando que ele não seria capaz de abusar de tantas mulheres.

"Eu nao tenho dúvida nenhuma de que, entre esses relatos, tem muito trigo, mas tem algum joio. Você acha crível mesmo que esse homem molestou 500 mulheres, aos 76 anos de idade? É preciso mais do que hormônio para se crer numa história dessa", disse ele, sem pensar que esses casos teriam acontecido ao longo de décadas, e não de uma vez.

Fábio também afirmou no "Jornal da Band" que poderia estar havendo uma grande campanha contra a religião espírita, e pediu atenção ao telespectador por conta dos números altos de denúncias.

"E vamos devagar, porque no meio disso tudo, pode haver uma grande campanha contra esse tipo de religião. É só para você pensar um pouquinho, quando ver esses números altos assim", concluiu.

O vídeo com sua opinião viralizou a internet, e o termo "Jornal da Noite" ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter, com a grande maioria detonando o apresentador.

Entre os comentários, um foi de Leilane Neubarth, âncora da Globo News. "É difícil até dizer o que eu sinto quando ouço um comentário como este… não sei se fico enojada, revoltada ou com pena pela total falta de informação dele", disse na rede social.

Até agora, a Band não se pronunciou sobre o assunto.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!