Exclusivo

“Minha história está muito bem escrita", diz Xuxa comemorando 35 anos na TV

"Sr Adopho chorando ao dizer: “Vai minha filha, vai pra Globo, lá você vai crescer”, disse Xuxa sobre dono da Manchete

Divulgação

Publicado em 19/06/2018 às 06:00:31 ,
atualizado em 19/06/2018 às 23:30:46

Por: Sandro Nascimento

No dia 6 de junho de 1983, descoberta pelo diretor Maurício Sherman aos 20 anos, Xuxa Meneghel se lançava na carreira de apresentadora à frente do infantil "Clube da Criança", na extinta Rede Manchete. Ao mesmo tempo, a televisão ganhava um dos maiores fenômenos da sua história.

Na Globo, onde ficou por quase 29 anos, inaugurou a fase de ouro dos programas infantis quando estreou o icônico "Xou da Xuxa", em 1986. Na emissora, ganhou o título de rainha do baixinhos e se tornou referência de moda e comportamento no país.

O sucesso da apresentadora gaúcha crescida no bairro de Marechal Hermes, subúrbio do Rio de Janeiro, repercutiu fora das fronteiras brasileiras. Xuxa chegou a comandar atrações destinadas ao público infantil na Argentina, Estados Unidos, Espanha e 17 países da América Latina.

Dentre os principais programas que apresentou na TV, além do "Xou da Xuxa" e "Clube da Criança", estão “Xuxa Hits", "Planeta Xuxa", "Xuxa Park", "Xuxa no Mundo da Imaginação" e "TV Xuxa”.

Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, Xuxa fez um balanço destes 35 anos como apresentadora, e relembrou sua relação com a Globo no período em que foi contratada pela emissora.

A Manchete foi minha casa. Eu tinha uma relação com o Sr. Adolpho Block que nunca tive com ninguém mais

Xuxa

"A Globo me deu a maior estrutura, o que tinha de melhor na época. Lá os anos 80 e 90 foram sem dúvida o sonho de qualquer artista. Eu tinha o que uma grande estrela precisava pra brilhar: respeito, carinho, profissionalismo... Tudo do melhor. Se hoje eu sou quem sou, devo muito ao enorme espaço que a Globo me deu", diz a loira, que hoje aposta no público adulto no reality "Dancing Brasil", da Record TV, formato que pertence à BBC Worldwide.

Confira a entrevista exclusiva:

Nesses 35 anos como apresentadora, quais foram seus principais momentos vividos dentro da televisão?

Xuxa - Nossa... Não tenho como responder isso... Tenho que escrever quase um livro pra colocar o que é, foi e está sendo importante nesses 35 anos... São três décadas de muita história... Fico devendo esta resposta, seria muito longa.

Você teve passagens pela Manchete, Globo e agora Record TV. O que cada emissora acrescentou no seu crescimento profissional?

Xuxa - A Manchete foi minha casa. Eu tinha uma relação com o Sr. Adolpho Block que nunca tive com ninguém mais. Aprendi a olhar para a câmera, a falar direito no microfone... Aprendi o que é televisão na Manchete e sempre regada de muito carinho. A Globo foi a constatação que Deus tinha marcado minha vida pra brilhar. Com o Boni, Mario Lucio Vaz, Sr. Florisbal, Dra. Marluce, Manoel Martins e Schroder eu aprendi que você precisa ser capaz de se reinventar, se desafiar sempre. Dr. Roberto Marinho e Dona Lili eram pessoas muito carinhosas comigo e eu tive a oportunidade de agradecer a cada um deles. Posso dizer que gratidão é uma palavra que me acompanha nesses 33 anos de televisão. Gratidão ao público e aos profissionais que acreditaram em mim. Hoje, na Record, ouço o tempo todo a pergunta: “Está feliz?”. É só isso que essa casa quer que eu esteja. Sr. Marcelo Silva é uma pessoa que acredito só de olhar nos olhos. É tão difícil isso no mundo artístico... Eles me deram um presente, o “Dancing” está me ensinando muito e o que eu quero é dar alegrias a essa casa.

Como você classifica a sua parceria com a Globo durante os 29 anos que em foi contratada da emissora?

Xuxa - A Globo me deu a maior estrutura, o que tinha de melhor na época. Lá nos anos 80 e 90 foram sem dúvida o sonho de qualquer artista. Eu tinha o que uma grande estrela precisava pra brilhar: respeito, carinho, profissionalismo... Tudo do melhor. Se hoje eu sou quem eu sou, devo muito ao enorme espaço que a Globo me deu.

Em que momento na sua carreira, você percebeu a proporção da sua importância na história da televisão? Como você reagiu?

Xuxa - Quando eu ainda estava na Manchete, o Mario Lucio Vaz me disse, por quase um ano: “Você tem a cara da Globo, precisa ir pra lá”. Quando eu conheci o Boni na Globo, ele foi rápido e direto dizendo que não poderia ter um programa com meu nome. Eu não queria sair da Manchete mesmo, então voltei pra casa. Mas quando entrei no apartamento o telefone tocou e era o Boni dizendo: “O que você acha de ‘Xuxa Xou’ ou ‘Xou da Xuxa’?”. Eu disse que tinha gostado de “Xou da Xuxa” e ele repetiu: “Com X, ok?”. Eu disse “ok” e ele falou: “Seja bem-vinda à Globo”. Dormi pensando que minha vida nunca mais seria a mesma depois daquele dia e foi assim. TUDO mudou. A minha história e a da TV estavam entrelaçadas.

Na Globo, antes da estreia, qual foi sua principal preocupação no momento em que formatava o "Xou da Xuxa"?

Xuxa - Primeiro me ofereceram um cenário feito por eles, o diretor deles e eu fiz um piloto que ficou horrível. Depois eu desenhei o cenário na minha casa, com a ajuda do Reynaldo Waisman, que o Maurício de Sousa mandou da equipe dele pra mim. Ele fez tudo que eu pedi: a nave, a boca, o sol... Tudo! Foi quando eu levei ao Boni e ele deu ok ao meu cenário e também a minha diretora. Assim eu sabia que seria eu, que poderia dar o que eu queria dar. Eles confiaram em mim e eu pude crescer dia a dia.

Quando você começou a comandar o "Clube da Criança", em algum dia você achou que não daria certo? Quem mais te incentivou a continuar apostando na TV?

Xuxa - Eu achei que não daria mesmo... Primeiro fiz um contrato de um mês só. Depois fiz outro de dois meses, depois de mais três e depois seis... O Maurício Sherman foi o cara que acreditou que eu pudesse dar certo. Ele disse que eu tinha o sorriso da Doris Day, a sensualidade da Marilyn Monroe e um jeito de Peter Pan que as crianças iam gostar. Ele foi o louco que vislumbrou tudo.

Quando você pensa na sua passagem pela Manchete, quais são as primeiras recordações que vêm em sua mente?

Xuxa - Sr Adopho chorando ao dizer: “Vai minha filha, vai pra Globo, lá você vai crescer”.

Arianos adoram desafios. Que tipo de programa você gostaria de ser desafiada para os próximos anos na TV?

Xuxa - Fazer ao vivo é um grande desafio pra mim, fazer formatos também, já que nunca tinha feito... Acho que com 55 anos não tenho que me preocupar com os desafios que ainda vêm por aí, afinal minha história está muito bem escrita.



publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!