Polêmica

Kevin Spacey é demitido da Netflix e futuro da série “House of Cards” é incerto

Kevin Spacey é demitido da Netflix e futuro da série “House of Cards” é incerto
Divulgação

Publicado em 06/11/2017 às 13:32:08

Por: Taty Bruzzi

As últimas denúncias envolvendo escândalos sexuais atingiram diretamente Kevin Spacey. A primeira acusação partiu Anthony Rapp (“Star Treck”), que admitiu durante entrevista ter sido abusado pelo colega quando tinha apenas 14 anos.

Sua iniciativa serviu de estímulo para que outros artistas também denunciassem a conduta do ator. Por conta disso a Netflix decidiu cancelar o contrato com Spacey. Hoje, além de protagonista de “House of Cards” ele é também o produtor da série.

Iniciada em 2013, e com cinco temporadas no ar, o seriado é um dos mais aclamados da atualidade, além de responsável por alavancar o sucesso da plataforma de streaming entre os internautas.

Antes dos escândalos virem à tona, uma sexta temporada já estava em fase de produção e com previsão de lançamento para 2018. Sendo assim, o anúncio do seu cancelamento deixa muitas pessoas surpresas.

Porém, ainda há uma chance dos fãs não ficarem totalmente órfãos de “House os Cards”. A Netflix deu a entender que pode produzir um spin-off da série que ocupa a 35ª colocação entre as preferências do público, segundo dados do IMDB.

Se a ideia for confirmada, a nova série deve focar na vida de personagens secundários da trama. Já o futuro de Francis Underwood, personagem de Kevin Spacey, deve ser a morte.

Agora chega o anúncio do desligamento de Spacey da série, decisão da empresa, o que afetará o andamento da temporada inédita – o que dizem é que o personagem de Spacey, Francis Underwood, morrerá.

Assuntos polêmicas provocaram o cancelamento de mais duas séries

O que aconteceu com “House of Cards” não chega a ser uma novidade. Recentemente, duas produções também tiveram seus dias contados por causa de assuntos polêmicos.
Com roteiro, produção e direção de David O. Russel (“O Lado Bom da Vida” e “Joy- O Nome do Sucesso”), e estrelada por Robert De Niro e Julianne Moore, uma série sobre a máfia iria ser lançada pela Amazon, rival da Netflix.

No entanto, a produção foi cancelada antes mesmo de ter seu título definido porque fazia parte da Weinstein Company, produtora de Harvey Weinstein, que também está sendo investigado por casos de assédio e até estupro.

O mesmo ocorreu com “Luck”, série produzida por Michael Mann (“Fogo Contra Fogo”) que iria abordar as corridas de cavalo. Durante as filmagens, dois deles tiveram que ser sacrificados por conta de um acidente.

O caso chamou a atenção de entidades que cuidam da proteção de animais em sets de filmagens, que exigiram um posicionamento da produção. Então, quando os responsáveis se deram conta de que não teriam como garantir o bem-estar das espécies, eles optaram pelo cancelamento da série.

Além disso, a produção, que estava com 10 episódios já prontos, seria estrelada por Dustin Hoffman. O ator também teve seu nome envolvido em escândalos sexuais no passado e, agora, vieram à tona.

TAGS:


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!