De 2002

Marisol chega ao streaming: De cicatriz falsa a Alexandre Frota dando dicas de atuação

A novela é protagonizada por Bárbara Paz


Marisol, personagem de Bárbara Paz, com uma cesta de flores de papel, sorrindo e olhando para cima
Marisol (Bárbara Paz) vendia flores de papel - Reprodução/SBT

O SBT está disponibilizando Marisol (2002) em sua plataforma digital, o SBT Vídeos. Desde a última quarta-feira (22), a emissora de Silvio Santos começou a liberar um capítulo da novela por dia e tem a Bárbara Paz como protagonista. A trama de Henrique Zambelli conta a história de uma moça simples que foi castigada pela vida, mas não perdeu a doçura.

Com todos os clichês já vistos em outros folhetins, a novela foi bastante criticada pelos atores inexperientes, erros de continuidade e ambientação equivocada. Apesar das opiniões negativas, a produção alcançou bons índices de audiência em sua exibição original. Confira cinco curiosidades de Marisol:

Bárbara Paz recebeu dicas de Alexandre Frota

Pegando onda no sucesso de Casa dos Artistas, Marisol foi estrelada por dois participantes do reality: Bárbara Paz, a campeã da atração, que viveu a mocinha da história, e Alexandre Frota, que recebeu de Silvio Santos o convite para fazer a novela. "Ele me perguntou que personagem eu queria fazer e optei pelo vigarista, que transita por todos os núcleos", contou o ator na época.

Foi Frota que deu dicas para Bárbara Paz, que não tinha muita experiência com as câmeras. "Ele tem me dado vários toques, pois tem uma vivência em televisão que eu não tenho", revelou a gaúcha em uma entrevista antiga.

O tema de abertura da novela também ficou por conta de uma ex-confinada do reality do SBT. Patrícia Coelho embalou a trama com Eu Te Amo Você, que ficou conhecida na década de 80 na voz da cantora Marina Lima.

Protagonista ganhou uma cicatriz falsa

Bárbara Paz sofreu um acidente de carro em 1992, quando tinha 17 anos. Na ocasião, a atriz precisou levar 434 pontos para suturar alguns cortes no rosto, o que deixou uma cicatriz. Em 2014, durante uma participação no programa Mais Você, a gaúcha falou sobre o assunto.

"Muita gente me negava testes. Se eu sorrir, a cicatriz não aparece, então, eu fazia os testes publicitários sempre sorrindo. Minha cicatriz vai estar comigo para o resto da vida. Faço preenchimento para disfarçar e já melhorou muito", declarou, em bate-papo com Ana Maria Braga.

Marisol também tem uma cicatriz que, na novela, é resultado de um tombo que ela levou ainda criança, enquanto corria com um espelho nas mãos. Quando caiu no chão, a menina bateu o rosto nos cacos de vidro e ficou com a marca, que a deixou traumatizada até a fase adulta. Porém, a cicatriz da personagem é falsa, feita com maquiagem.

Na época em que a novela foi exibida, isso foi visto como um ponto negativo. "É curiosa a opção pela caricatura de algo que todos sabem estar ali. Deve visar a facilitar a caracterização, já que, mais à frente, uma operação vai libertá-la da cicatriz", dizia uma crítica da Folha de S. Paulo, publicado dois dias após a estreia do folhetim.

Foi a primeira novela com closed caption

No capítulo exibido em 26 de agosto de 2002, Marisol tornou-se a primeira telenovela brasileira a adotar o recurso do Closed Caption.

Traduzido como legenda oculta, é um sistema de transmissão de legendas utilizado para auxiliar deficientes auditivos. Mais do que uma legenda convencional, ela indica em palavras os outros sons do vídeo.

É uma versão da autora que escreveu trilogia das Marias

Marisol é uma versão de uma telenovela mexicana homônima, escrita por Inéz Rodena (1905-1985). A cubana foi responsável por inúmeras histórias que fizeram sucesso no Brasil, como Maria Mercedes (1993), Marimar (1994) e Maria do Bairro (1995), todas protagonizadas por Thalía.

Essas tramas, incluindo Marisol, são remakes de telenovelas de décadas anteriores que, por sua vez, foram baseadas em radionovelas criadas pela escritora.

A versão de Marisol para o SBT ficou por conta de Henrique Zambelli, que é o responsável por várias adaptações exibidas na emissora de Silvio Santos, como Jamais Te Esquecerei (2003) e Esmeralda (2004).

Transformou Tio Sukita em marido traído

Roberto Arduim tem algumas novelas no currículo, mas sua imagem ficou marcada como Tio Sukita. Em 1999, o ator estrelou alguns comerciais do refrigerante de laranja e se destacou. Três anos depois, foi escalado para viver Leonardo Lima do Vale, em Marisol.

Na trama, o ricaço vive um casamento falido com a vilã Amparo. Além de atormentar a vida de todos que tentam atrapalhar seus planos, a personagem de Glauce Graieb trai o marido com o melhor amigo dele, Mariano (Carlo Briani).

Por sua vez, Leonardo retribui a infidelidade da mulher tendo um caso com Zulema (Gabriela Alves).

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias