Reportar erro
Exclusivo

Maitê Proença relembra papel de Dona Beija: "Teria abandonado carreira se não fosse por ela"

Ela foi protagonista da novela exibida na Rede Manchete em 1986 e conta que atriz de remake tem que ter "espírito livre e mente aberta"

Montagem de Maitê Proença em foto atual e nos bastidores da novela Dona Beija, em 1986
Maitê Proença diz que ficaria encantada se fosse chamada para remake de Dona Beija - Reprodução
Marcela Ribeiro

Publicado em 22/09/2021 às 06:20:00

Maitê Proença tinha 28 anos quando estreou como protagonista de Dona Beija, exibida na extinta Rede Manchete, entre março e julho de 1986. A atriz já havia atuado em As Três Marias (1980), Elas por Elas (1982), Guerra dos Sexos (1983), dentre outras novelas, mas considera a trama escrita por Wilson Aguiar Filho, que narra a história de Ana Jacinta de São José, a Dona Beija, da cidade mineira de Araxá, no século XIX, decisiva para que ganhasse o gosto pela atuação.

"Até então eu não pensava que ser atriz seria minha profissão, ainda que já trabalhasse há uns cinco anos em filmes, teatro, e novelas. Ali o sabor da coisa mudou, ficou gostoso, e entendi que daria pra me dedicar e alcançar algum grau de excelência se aprendesse meu ofício. Eu teria abandonado [a carreira] se não fosse pela Beija".

Maitê adorou saber que a novela ganhará um remake no streaming 35 anos após sua estreia. "Acho que está mais do que na hora de se debruçar novamente sobre aquela história e contá-la com os extraordinários recursos de hoje. Será um grande sucesso outra vez!", avalia em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Ela prefere não citar nomes de quem seria ideal para viver a protagonista no remake, mas destaca algumas características importantes para quem assumir o papel.

"Alguém com o espirito livre e a mente disposta pra as contradições. Beija amava intensamente e mandava matar quem amava. Era conservadora com as filhas, mas se prostituía. Detestava a sociedade que não teve tolerância nem vontade de compreendê-la, e sua confidente era também sua escrava".

Maitê Proença diz que "ficaria encantada" se fosse convidada para participar do remake dessa novela tão importante em sua carreira e destaca o que mais gostou em Dona Beija. "Sempre gostei de ela ser feita de opostos, de caber nela sentimentos de naturezas tão plurais, e da força com que ela se colocava em cada situação".

Maitê Proença relembra bastidores de Dona Beija

A equipe de Dona Beija, segundo Maitê, não era de TV, mas da publicidade e do cinema, o que levou a aprenderem juntos a fazer a novela.

"Era um mercado que se abria, o texto era bom, e todos estávamos muito empenhados. Mesmo com imensos percalços e com 15 horas de trabalho diárias, o clima era fabuloso", recorda.

"Virou um baita sucesso e nós trabalhávamos orgulhosos de estar contando um pouco da história do país numa novela vista por tanta gente. Fomos felizes ali".

Longe de novelas desde Liberdade Liberdade (2016), Maitê por enquanto não tem nada programado para voltar à teledramaturgia. "Não sou de planos. Faço o que tenho para fazer. Se me chamarem e eu achar que tem valor, farei com grande prazer".

Confira a abertura de Dona Beija:

Discrição em namoro com Adriana Calcanhotto

Esse mês, o nome da atriz ficou entre os mais comentados depois de uma notícia publicada na revista Veja afirmando que ela vive um romance com a cantora Adriana Calcanhotto. A pergunta foi inevitável para essa entrevista ao NaTelinha, mas Maitê preferiu manter a discrição. "Minha vida pessoal continua sendo pessoal", disse.



NaTelinha no Google News

Acompanhe as exclusivas da televisão, resumos das novelas, as bombas dos famosos, realitys e muito mais na palma da mão.

Siga-nos
Mais Notícias