Sucesso

Comício adiado, romance e improvisos: Avenida Brasil por trás das câmeras

Trama de João Emanuel Carneiro também teve muita história por trás das câmeras


Carminha e Nina em cena de Avenida Brasil
Avenida Brasil teve muitas curiosidades nos bastidores - Foto: Divulgação

Avenida Brasil segue implodindo recordes no Vale a Pena Ver de Novo, mas em sua exibição original muita coisa chamou a atenção dos telespectadores por trás das câmeras da novela de João Emanuel Carneiro. De improvisos de boa parte do elenco, passando por comício político adiado aos namoros que nasceram nos bastidores das gravações e deram o que falar.

Ricardo Waddington, diretor de núcleo da produção, chegou a dizer na festa de despedida logo depois do encerramento de Avenida Brasil, que parte do sucesso se deu pelos bastidores, que foram sempre muito felizes e fácil de lidar.

Confira cinco momentos por trás das câmeras de Avenida Brasil:

Brasil na Suécia

Comício adiado, romance e improvisos: Avenida Brasil por trás das câmeras

O estrondoso sucesso de Avenida Brasil fez com que ela se tornasse a novela mais exportada da história da Globo, sendo vendida para mais de 132 países, a maioria com audiência alta. Entre a Argentina, que parou para assistir o último capítulo, o destaque foi a venda para a Suécia.

Isso porque, a trama protagonizada por Adriana Esteves e Débora Falabella foi a primeira novela da Globo vendida para o país europeu, um feito comemorado nos bastidores da emissora.

Débora Falabella e Murilo Benício

Comício adiado, romance e improvisos: Avenida Brasil por trás das câmeras

Mesmo já tendo contracenado em O Clones (2001), Murilo Benício e Débora Falabella se aproximaram durante as gravações de Avenida Brasil. Se Tufão em determinado momento do enredo se encantou por Nina, mas acabou não engatando um romance com a cozinheira, o mesmo não se pode dizer dos intérpretes.

Murilo e Débora engataram um romance por trás das câmeras e, após o final da novela permaneceram juntos. A relação durou até o ano passado, quando o casal anunciou a separação.

Comício adiado

Comício adiado, romance e improvisos: Avenida Brasil por trás das câmeras

No auge da reta final da novela, o Brasil estava dividido em dois assuntos: o desfecho dos personagens criados por João Emanuel Carneiro e as eleições municipais que movimentavam todas as cidades brasileiras para eleger os próximos prefeitos.

A força de Avenida Brasil foi tão grande que o PT adiou um comício do então candidato a prefeito de São Paulo Fernando Haddad, a pedido da presidenta da época, Dilma Rousseff porque queria acompanhar o capítulo de Avenida Brasil.

Débora Nascimento e José Loreto

Comício adiado, romance e improvisos: Avenida Brasil por trás das câmeras

O casamento com o final mais conturbado dos últimos tempos nasceu em Avenida Brasil. Se em 2019, Débora Nascimento e José Loreto lavaram roupa suja diante de toda a imprensa e colocaram um ponto final na relação em meio a boatos de traição nos bastidores de O Sétimo Guardião.

Débora e José se conheceram nos bastidores da produção de 2012 em que ela vivia a jovem sonhadora Tessália e ele o bem humorado Darkson. Os personagens engataram uma relação na história e na vida real.

Improviso combinado

Comício adiado, romance e improvisos: Avenida Brasil por trás das câmeras

As constantes sequências de improviso, seja com Zezé (Cacau Protásio) dançando e cantando uma música com a letra toda errada ou a gritaria nas refeições da família Tufão, todas as cenas que pareciam os famosos cacos eram, na verdade, combinadas.

A diretora geral da novela, Amora Mautner afirmou em declaração para o Memória Globo que ela e o autor João Emanuel Carneiro combinaram que ela teria, a cada cena do núcleo central, em torno de trinta segundos para que o elenco pudesse improvisar. “Eles podiam fazer o que quisesse até que algum deles daria uma deixa, uma frase qualquer, que começava a cena no roteiro”, explicou ela à época.

Mais Notícias