Reportar erro
Últimas emoções

Tocaia, traição e pedido de casamento: A reta final de Éramos Seis

Reza forte protege Alfredo e ele dribla a morte mais uma vez

Nicola Siri
Osório reaparece e tenta matar Alfredo em Éramos Seis - Reprodução/TV Globo
Taty Bruzzi

Publicado em 06/03/2020 às 05:04:00

Na reta final de Éramos Seis, Shirley (Bárbara Reis) irá mentir para a filha mais uma vez. A mãe de Inês (Carol Macedo) será a primeira a descobrir o paradeiro de Afonso (Cássio Gabus Mendes) e esconderá a notícia até da enfermeira mesmo sabendo que a moça está desesperada por notícias do quitandeiro que sumiu durante a guerra.

Já Alfredo (Nicolas Prattes) contará com a reza forte de sua avó Dona Maria (Denise Weinbert) quando estiver novamente na frente da morte. A mãe de Lola (Gloria Pires) fechou o corpo do neto quando ele estava indo lutar na Revolução e ele foi um dos únicos soldados a retornar no combate sem nenhum arranhão.

Por fim, Clotilde (Simone Spoladore) vai encontrar um jeito de se casar com Almeida (Ricardo Pereira) apesar de o vendedor de tecidos ser comprometido no papel. Para isso, ela irá contar com a ajuda de Isabel (Giullia Buscacio) e a bênção do padre (Othon Bastos). Confira o que vem por aí!

[VEJA-TAMBEM]

Inês será passada para trás de novo pela própria mãe

Tocaia, traição e pedido de casamento: A reta final de Éramos Seis

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Shirley descobre que Afonso está muito doente e foi internado em um hospital de Sorocaba. A notícia chegou através de uma enfermeira que viu a foto do quitandeiro em um anúncio divulgado no jornal por Lola e entrou em contato com o telefone do armazém.

Assim que soube da notícia, a mãe de Inês decidiu sair na calada da noite e sem avisar a ninguém seu verdadeiro paradeiro. A única informação que ela dará para a filha é a de que precisa fazer uma viagem até a Bahia para resolver questões deixadas pelo finado marido e pai da moça, João Aranha (Caco Ciocler).

Enquanto isso, tanto a ex-namorada do Carlos (Danilo Mesquita) quanto a mãe do finado bancário permanecem aflitas por informações que a levem ao paradeiro do dono da mercearia.

A sequência da partida da vilã mostra Lola conversando com Durvalina (Virginia Rosa) e Inês no armazém quando, de repente, Shirley aparecerá de malas prontas. “Vai viajar, mamãe? Assim de repente?", questiona Inês.

"Fui pega de surpresa. Eu vou para a Bahia. O advogado me telefonou, preciso assinar uns papéis do inventário do João Aranha", inventa uma desculpa a pilantra. "Bom que vai poder ter o dinheiro para ir morar onde quiser", alfinetará a empregada de Afonso.

"Quero morar com minha filha. Como todas as mães. E estou aqui a convite tanto dela quanto de Afonso, que não apareceu até agora. E não aparecerá tão cedo", sinaliza Shirley.

"Como diz isso? O anúncio no jornal foi uma maneira de tentar encontrar respostas", repreende Lola para a rival. "Mas não funcionou. Não se preocupe, Inês. Como já disse, espero não demorar", finaliza a conversa enquanto sai pela porta do estabelecimento.

A falsiane chega ao hospital e encontra o ex-marido delirando de tanta febre. O médico explica que ele foi ferido durante um ataque e chegou a ser tratado, mas acabou contraindo tifo e a doença além de contagiosa é grave.

"O caso é grave", sinaliza o profissional de saúde. A partir daí, Shirley irá se empenhar bastante a cuidar do comerciante e não sairá do lado dele nem por um segundo. Já Inês e Lola continuam em São Paulo pensando o pior.

A história começa a se desenrolar no capítulo do dia 6 de março.

Clotilde e Almeida planejam se casar no Uruguai

Tocaia, traição e pedido de casamento: A reta final de Éramos Seis

Clotilde largou tudo em Itapetininga e voltou para São Paulo disposta a morar com Almeida. O vendedor de tecidos se separou de Natália (Marcela Jacobina) após ter sido traído pela tradutora e foi buscar a amada lá em Itapetininga.

Já na capital, o funcionário de Assad (Wernner Schünemann) descobre que Francisco é seu filho e convence a irmã de Lola a buscar a criança para que seja criada pelos pais biológicos.

O casal convence Olga (Maria Eduarda de Carvalho) e Zeca (Eduardo Sterblitch) a entregar a criança e as irmãs selam um acordo de paz em nome da família e do amor que sentem pelo menino.

Porém, esse início não será fácil para a costureira que passa a ser ofendida e hostilizada pela vizinhança que a chamam de concubina. Afinal, como Almeida já foi casado no papel ele não pode oficializar uma nova relação de acordo com as leis brasileiras da época.

Uma vizinha mais fervorosa chega a insultar os filhos do mercador. “A vizinha disse que não ia dar bolo coisa nenhuma. Que era uma pouca vergonha, que essa era uma rua de família", entrega Ernesto (João Vitor Manhães).

"Disse que o senhor largou uma mulher para trazer outra amante para casa, e com mais um filho", complementa Rita (Noham Hadam), a outra herdeira de Almeida. E este não será o único incidente.

O casal ainda terá uma vidraça quebrada por causa de uma pedra lançada por moleques com um aviso preso ao objeto. "Fora, mulher desavergonhada", estará escrito na mensagem.

"Parece que foi molecagem, mas orquestrada por adultos. Crianças não são assim, não têm preconceito. Isso é um absurdo sem tamanho, podia ter machucado um dos nossos filhos", gritará Almeida.

Clotilde tenta acalmar o ânimo do companheiro afirmando que o amor deles irá ajudá-los a superar isso tudo, mas no fundo ficará abalada. "Me perdoa. Nunca imaginei que pudéssemos ser alvo de tanta intolerância", pedirá Almeida.

"Vamos enfrentá-los. Estamos juntos, somos mais fortes que isso. E se não entenderem, nos mudamos", sugere Clotilde. "Fiz minha escolha e não vou voltar atrás nem me arrepender. Eu mesma entendi que nenhum julgamento resiste ao amor, Miro", garante Clotilde.

Padre Venâncio (Othon Bastos) vai estar em viagem por São Paulo e atenderá um pedido de Dona Maria para procurar a filha e ver como ela e o mercador estão. O religioso aconselhará a costureira a lutar pela sua felicidade e abençoará o casal.

O encontro irá deixar a tia de Isabel mais confiante e será durante uma conversa com a sobrinha que uma luz se acenderá. A namorada de Felício (Paulo Rocha) se encontra na mesma situação que a tia.

Assim como Almeida, o advogado foi casado e aguarda uma decisão judicial que comprova que ele e Zulmira (Luciana Braga) não vivem juntos há muitos anos. Então, o tio de Marcelo (Guilerme Ferraz) tem direito ao desquite.

Segundo a filha de Lola, com essa documentação eles podem se casar no Uruguai, país vizinho ao Brasil. Percebendo o sofrimento da mãe de Chiquinho, Isabel irá pedir a Felício que ajude sua tia a fazer o mesmo.

A história começa a se desenrolar no capítulo do dia 12 de março.

Alfredo escapa de tocaia armada por Osório

Tocaia, traição e pedido de casamento: A reta final de Éramos Seis

De volta da Guerra, Alfredo começa a trabalhar como garçom no cabaré da cidade e retoma as reuniões secretas de teor político. Nos próximos capítulos, o filho de Lola será preso panfletando contra o Governo e vai parar na cadeia.

Gurmões (Stepan Nercessian) fará de tudo para obrigar o rapaz a abrir o bico e entregar os demais integrantes do partido comunista, mas ao se negar a cooperar será levado para a cela por desacato e ainda levará uma surra.

Quem consegue a liberação do primo é Adelaide (Joana de Verona) e graças a uma chantagem que faz contra o delegado que por medo das conseqüências acaba cedendo ao pedido da feminista.

Na saída da delegacia, Alfredo confronta mais uma vez o investigador que jura vingança. “Filho da mãe de delegado corrupto. Canalhas, o dia de vocês ainda vai chegar", grita Alfredo. "Ei, Alfredo. Na próxima, não tem Cristo que te libere", responde Gusmões.

Cheio de ódio, a autoridade procura por Osório (Nicolas Siri) e cobra uma dívida. O dono da oficina mecânica foi para a guerra com a incumbência de matar Alfredo a mando de Emília (Susana Vieira) que não queria mais Adelaide de caso com o primo e falhou.

Na ocasião, ele é quem acabou levando um tiro do rapaz e chegou a ser dado como morto, mas sobreviveu. O pilantra atentar contra a vida do seu desafeto quando Alfredo estiver saindo do trabalho no cabaré e mais uma vez irá falhar.

A cena vai ao ar no capítulo do dia 15 de março.

 

Mais Notícias