Disputa acirrada

Éramos Seis: Clotilde vai pagar caro por entregar filho para Olga

Adoção provoca crise entre irmãs e Zeca toma atitude: "Chiquinho é nosso"!

Éramos Seis: Clotilde vai pagar caro por entregar filho para Olga
Clotilde decide futuro do filho em Éramos Seis - Reprodução/TV Globo

Publicado em 12/02/2020 às 07:35:00

Por: Taty Bruzzi

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Clotilde (Simone Spoladore) decide voltar para Itapetininga e ter seu filho no interior. Antes de viajar, a irmã de Lola (Gloria Pires) confessa seu segredo para a doceira que fica surpresa.

A mãe de Alfredo (Nicolas Prattes) ainda tenta convencer a solteirona a ficar em São Paulo sob a promessa de que a ajudará a criar a criança, mais a costureira já se decidiu.

Depois de nascido, o menino será entregue para que Olga (Maria Eduarda de Carvalho) e Zeca (Eduardo Sterblitch) o criem como sendo filho deles. O casal concorda e quando a ruiva começar a se apegar à criança terá pela frente a função de convencer a irmã de que ela agora é apenas tia da criança que gerou. Confira!

[VEJA-TAMBEM] 

Clotilde e Olga brigam por causa de Chiquinho

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Clotilde vai se arrepender de ter dado o filho em adoção para Olga. A solteirona entregou o bebê recém-nascido para a irmã criá-lo a fim de evitar que o menino fosse apontado como bastardo.

No início a ruiva não queria ter outro filho, mas acabou sendo convencida por Zeca a adotar o sobrinho. Agora, ela e o marido já estão muito apegados ao garoto a quem deram o nome de Francisco.

Morando de novo na casa da mãe, a mãe da criança tem passado muito tempo ao lado do filho e começa a dar indícios de que se arrependeu de ter abdicado do direito à maternidade.

Pensando em amenizar a dor da irmã, Olga a convidou para ser madrinha do Chiquinho. Entretanto, isso não será o bastante e em breve as duas vão travar uma batalha pela atenção do menino.

A primeira a perceber mudanças no comportamento de Clotilde em relação ao bebê será dona Maria. A mãe da costureira se preocupa como excesso de zelo da filha pela criança e ao questioná-la se assusta quando a solteirona afirmar que Chiquinho está cada vez mais parecido com o pai, Almeida.

A situação complica mais ainda depois do batizado. A tia de Isabel (Giullia Buscacio) não irá desgrudar do filho e será flagrada por Olga amamentando o menino. A ruiva cobra uma justificativa e escuta da irmã que ela se arrependeu do que fez.

"Ele é tão bonito. Parece o pai", dirá Clotilde se referindo a Almeida. "O pai é o Zeca. Clotilde, você amamentou o meu filho. Isso não está certo", confronta a irmã Olga. "Mas ele é meu. Sabe que é meu. E eu tenho leite, descobri que tenho", se justifica a solteirona.

"Minha irmã do céu, estava quietinha no meu canto. Com meus quatro filhos me atormentando o juízo, me chega aqui um bebê embalado para presente e quase me mata do coração. Eu não te pedi nada, mas assim não pode ser", reage a mulher de Zeca.

Clotilde tenta apaziguar a situação e reconhece que Olga e o marido foram generosos com ela e escuta um sermão da ruiva. "Mas não faça eu me arrepender! Decidiu, está decidido. Não tem meio do caminho, minha irmã. Como é que eu fico? Como é que o Zeca fica? E a cabecinha das minhas crianças, fica como?", indaga Olga.

A moça abre o coração para a irmã, alega ter acreditado que a gestação de Chiquinho foi um castigo por ter se entregue a Almeida e faz uma revelação que provoca atrito entre as duas.

"Tive vergonha, Olga. Reneguei, fingi, fugi do meu filho o quanto pude, fugi desse amor. Mas bem que Durvalina me disse que ele não some, ele cresce com a barriga e com o tempo", dirá a mocinha sofredora.

"Ave Maria, se arrependeu de ter me dado o meu caçula?", pergunta a mulher de Zeca. "Me arrependi. Mas fiz o melhor. Ele não será filho de uma mãe solteira. Terá uma família linda, com a melhor mãe que ele pode ter, garante Clotilde.

A sequência vai ao ar no dia 26 de fevereiro.

Zeca consola Olga e diz que filho é do casal

Olga não irá digerir bem o arrependimento da irmã. Em, conversa com a ruiva, Clotilde confessa ter se arrependido de abrir mão de Chiquinho e mesmo garantindo que o bebê fica com a ruiva, a mulher de Zeca se sentirá insegura.

A confissão acontece depois que a solteirona for flagrada dando de mamar ao filho e a tia de Julinho (André Luiz Frambach) reage mal. A caçula de dona Maria diz que isso não está certo, pois pode confundir a cabeça dos demais filhos.

A ex-amante de Almeida agradece a irmã por tudo o que tem feito pelo seu filho e admite ser o melhor para a criança, mas diz com todas as letras que se arrependeu de não ter assumido a criança mesmo que só tenha pensado no bem-estar de Chiquinho.

Sozinha em seu quarto logo após a discussão, Olga olha para a criança e lamenta o que está acontecendo. A verdade é quem ela já se apegou a Francisco e não pretende devolvê-lo para a irmã. "Ah, meu filho. Meu filho", balbucia enquanto chora abraçada ao menino.

Mais tarde, ela decide contar o que aconteceu para Zeca e o caipira tem uma reação inesperada. "Tem cinco filhos para criar! Mas de certo, certo mesmo... Quatro. Porque o último parece que está escorrendo pelas nossas mãos", opina Olga.

Confuso, o rapaz pergunta o que a mulher está querendo lhe dizer e ela abre o jogo. "Clotilde estava amamentando o Chiquinho. O menino aninhado no colo dela", sinaliza a ruiva.

"Quando aceitamos esse trato com a Clotilde é claro que eu sabia que ela estaria sempre por perto do Chiquinho, mas como tia! Daí a ela amamentar o menino? Olha, confunde", reclama a moça. "Acha que tem dúvidas sobre ter nos dado a criança?", indaga o matuto.

"Vejo nos olhos da minha irmã um poço de inquietação o tempo todo. Me apeguei ao menino. E meu coração não aguenta ficar feito joão-bobo. Um dia Chiquinho é meu filho, outro dia pode não ser?", lamenta Olga.

"Clotilde fez a opção dela. Isso não quer dizer que não vá sofrer. Mas ela há de se acostumar, as coisas vão se ajeitar. E Chiquinho, nosso número cinco, vai nos dar muitas alegrias", sentencia Zeca.

A cena vai ao ar no capítulo do dia 26 de fevereiro.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!