Reportar
erro
Clima de tensão

Afonso à beira da morte e Adelaide em risco: Os efeitos da guerra em Éramos Seis

Os efeitos da Revolução Constitucionalista já nos próximos capítulos


Cássio Gabus Mendes
Afonso sedaparece durante a guerra em Éramos Seis - Reprodução/TV Globo
Por Taty Bruzzi

Publicado em 06/02/2020 às 05:03:00

Em Éramos Seis, Afonso (Cássio Gabus Mendes) fica tocado com os rumos que o governo getulista está dando à população e decide lutar também assim como fez Alfredo (Nicolas Prattes) e Lúcio (Jhona Burkjack).

Porém, nos próximos capítulos da trama o pai de Inês (Carol Macedo) será atingido durante confronto nas ruas. Ferido, o quitandeiro é levado para o hospital e seu estado piora em decorrência de uma doença grave que coloca sua vida em risco.

Assim como o ex-marido de Shirley (Bárbara Reis), Adelaide (Joana de Verona) também irá atuar na Revolução, porém com repórter fotográfica, para desespero de Emília (Susana Vieira).

Antes de partir, a feminista teve séria discussão coma mãe que não aprova seu envolvimento com o filho de Lola (Gloria Pires). Tentando evitar que o romance continue, a milionária encomenda a morte de Alfredo e acaba colocando a vida da filha em risco. Saiba o que vem por aí!

[VEJA_MAIS]

Afonso contrai doença e fica desaparecido

Afonso à beira da morte e Adelaide em risco: Os efeitos da guerra em Éramos Seis

Em Éramos Seis, Afonso se aos jovens que tomaram as ruas para lutar na Revolução Constitucionalista de 1932, acaba se ferindo durante confronto e será internado em um hospital da região.

A saúde do comerciante piora depois que ele contrai Tifo em decorrência de uma epidemia. Sofrendo com sintomas como febre alta e delírios, o pai de Inês vai ficar entre a vida e a morte já nos próximos capítulos da trama.

Sem notícias do quitandeiro, a família os amigos de Afonso não imaginam que ele está internado após ter sido baleado e que sua vida corre riscos por causa de uma grave doença

Lola é quem irá tomar a iniciativa de mobilizar os vizinhos e espalhar cartazes com dados de Afonso pela cidade a fim de conseguirem notícias sobre o paradeiro do amigo.

"Quem tiver informações sobre este homem, favor entrar em contato com o número de telefone...", virá descrito na mensagem.

Enquanto isso no hospital onde Afonso permanece internado todos aguardam alguma reação do paciente. “Todas as enfermeiras de plantão estão esperando que ele diga alguma coisa, mas só faz arder de febre e delirar...", diz uma profissional da saúde.

“Pena... Seria bom que pudéssemos avisar a família, porque não sei mesmo se haverá essa melhora", prevê um dos médicos do local.

A cena vai ao ar nos próximos capítulos.

Adelaide se arrisca por amor a Alfredo

Afonso à beira da morte e Adelaide em risco: Os efeitos da guerra em Éramos Seis

Antes mesmo de ir para a guerra, Adelaide e Emília protagonizaram um verdadeiro combate. Se não bastasse estar namorando Alfredo contra a vontade da mãe, a feminista contratou uma nova médica para cuidar de Justina (Júlia Stockler).

O tratamento inovador tem feito a moça se lembrar de segredos do passado que a milionária prefere manter escondido. Temendo ser desmascarada, a mãe da jovem voltou a dopar a filha.

Tomada de raiva, Emília se aproveita do fato de o sobrinho ter ido lutar na Revolução para encomendar sua morte acreditando que esta é a única forma de manter a filha longe do rebelde.

Por ironia do destino, a moça está decidida a ficar cada vez mais perto de Alfredo e consegue se alistar como jornalista para cobrir a guerra, mas prefere fazer surpresa ao amado.

“Pensei que não fosse mais vê-la", indaga Alfredo ao se despedir de Adelaide. "Não é tão fácil assim se livrar de mim. Aliás, vim contar que já estou tomando algumas providências, quem sabe em breve nos encontramos no front?", faz suspense a moça.

"Está organizando um exército feminino?", pergunta Alfredo antes de beijar a prima.
Em casa, a feminista avisa à mãe sua partida. "Pronto, dona Emília. Agora posso contar a boa nova! Vou ajudar também na revolução", confessa Adelaide. "Todos ajudamos, vai recolher doações, como tenho feito? Vamos iniciar uma campanha para arrecadar fundos", responde a milionária sem imaginar o que vem por aí.

"Mãe, não nasci para ficar na retaguarda. Quero estar onde as coisas estão realmente acontecendo! Serei mais útil mostrando ao mundo o que está se passando no levante! Consegui uma vaga num periódico para cobrir a revolução como jornalista! Eu vou para o front", avisa.

A tia de Lola ficou tão perplexa com a notícia que Adelaide contou que não se deu conta de que como a filha está indo se juntar ao namorado ela também irá correr o risco de morrer durante o combate.

Afinal, a essa altura Emília já terá pedido a Gusmão (Stepan Nercessian) que dê cabo de Alfredo. "Bom seria se fosse logo para o front", sugere a vilã ao saber que o sobrinho se alistou.

"Posso dar um jeito nisso, ver o batalhão em que Alfredo e os amigos estão. Vou fazer com que sejam os primeiros na linha de frente", promete o delegado já prevendo a morte do rapaz.

A história começa a se desenrolar no capítulo do dia 15 de fevereiro.

 

Mais Notícias