Tragédia

Éramos Seis: Carlos é baleado em manifestação

Polícia aceitará o filho mais velho de Lola


Danilo Mesquita em Éramos Seis
Carlos baleado em Éramos Seis - Foto: Arthur Meninea/Globo

Desde pequeno, Carlos (Danilo Mesquita) nunca mediu esforços para proteger sua família em Éramos Seis. Essa sua dedicação o fez tentar entender as verdadeiras intenções de Felício (Paulo Rocha) com a sua irmã Isabel (Giullia Boscacio), mas uma tragédia interromperá sua trajetória.

O filho mais velho de Lola (Glória Pires) foi conversar com o homem mais velho, mas acabou no meio de uma manifestação de revolucionários contra o Governo de Getúlio Vargas, em 1932, que culminou no famoso MMDC, um dos maiores símbolos de resistências do Estado de São Paulo.

Encurralado, ele tentará esperar o fim da confusão para continuar seu caminho, mas o problema que o clima ficará mais quente e piorará quando Alfredo (Nicolas Prattes), um dos manifestantes, resolver subir o tom do protesto e agitar ainda mais os seus outros colegas.

Mas o Governo Vargas não estará para brincadeira e abrirá fogo contra os manifestantes e até aqueles que estarão passando no local apenas para voltar à suas casas. Tiros para todos os lados e a multidão rapidamente se dispersa, numa clara tentativa de se proteger da confusão.

Carlos será baleado em Éramos Seis

De repente, um homem tropeçará na frente de Carlos e, como sempre foi em sua vida, o rapaz demonstrará mais uma vez sua generosidade e tentará socorrer o rapaz que caiu no chão.

É nesta ação que colocará o filho de Lola na linha de tiro. Os policiais não estarão pensando e vão prontos para aniquilar quem estiver na frente. Carlos será atingido por diversos disparos e cairá no meio da rua, agonizado.

Alfredo terá a companhia de Afonso (Cássio Gabus Mendes) e Adelaide (Joana de Verona) no protesto, mas nenhum deles verá Carlos no chão, cheio de sangue, morrendo lentamente. A correria deixará todos pensando em si, enquanto o filho mais velho de Lola estará refletindo sobre a vida, o quanto tentou ajudar todos, enquanto demorará em ser socorrido.

Mais Notícias