Reportar erro
Sem nenhuma vaidade

Salve-se Quem Puder: Murilo Rosa volta às novelas sem a preocupação de ser galã

“É a primeira vez que eu não tenho a preocupação com a estética”, comemora

Murilo Rosa
Mário está se recuperando de um acidente em Salve-se Quem Puder - Divulgação/TV Globo
Taty Bruzzi

Publicado em 28/01/2020 às 05:06:10

Aos 49 anos, Murilo Rosa está de volta à TV no papel de Mário em Salve-se Quem Puder. Esta é a primeira vez que o ator dá vida a um homem maduro, pai de uma jovem, e sem aquela pinta de galã. “O Mário é um Chef de Cozinha que começa a novela passando por uma fase difícil, está desempregado e dependente de uma cadeira de rodas por conta de um acidente”, conta o ator.

Na trama escrita por Daniel Ortiz e com direção artística de Fred Mayrink, Murilo é pai de Luna (Juliana Paiva). Abandonado por Helena (Flávia Alessandra), criou a menina sozinho desde que ela estava com apenas 4 anos de idade.

Ele explica que o Mário nunca aceitou o que a mulher fez com ele e a filha, e sofre por isso. “Ele está vivendo uma dor, mas é um cara sonhador. Apesar de todo o sofrimento, o Mário tem algo que o puxa para frente”, ressalta.

Para dar vida ao personagem, Murilo precisou abrir mão da vaidade e confessa estar adorando. “Eu fiz muitos galãs, mocinhos, personagens que ditavam moda. Agora, estou em uma cadeira de rodas e com essa barba grisalha. Pela primeira vez eu não preciso me preocupar com a estética. Estou adorando!”, comemora.

Pai de dois meninos (Artur e Lucas), filhos do seu casamento com a modelo Fernanda Tavares, esta é também a primeira vez que ele tem uma filha e já adulta. “É diferente para mim!”, diz. “É uma relação muito linda, amorosa. Eles são apaixonados um pelo outro”, adianta o ator. “A Juliana [Paiva] tem um brilho muito especial”, elogia antes de confessar ter vontade de ser pai outra vez. “Pelo menos mais um (uma)”, torce.

Ator se prepara para estrelar um musical

Nos primeiros capítulos de Salve-se Quem Puder acontece um furacão e Luna é dada como morta. Na verdade, a moça entra para o sistema de proteção à testemunha depois de presenciar um crime e será obrigada a muda de identidade e ficar longe do pai. 

Apesar de todo o sofrimento, Mário acredita que um dia irá reencontrar a filha. Enquanto isso não acontece, ele se recupera do acidente aos poucos. Murilo explica que ficou com uma cadeira de rodas em casa por dois meses e logo pegou o jeito de manuseá-la. “Para ser sincero, meus filhos brincaram mais com a cadeira” [risos]. De acordo com o ator o pai de Luna irá voltar a andar, mas ele não sabe ainda se o Chef de Cozinha vai refazer sua vida amorosa. “Por enquanto não!”, sinaliza.

Falando sobre trabalho, o papel mais recente de Murilo em um folhetim foi com o Jorge de Orgulho e Paixão (2018). Agora, a novela mal estreou e ele já está engajado em um novo desafio.

O ator se prepara para estrelar a versão musical de A Casa das Sete Mulheres, minissérie lançada pela TV Globo em 2003 e na qual ele fez parte do elenco interpretando o Coronel Corte Real.

Murilo adianta que o espetáculo ainda está em fase de captação, então não há data de estreia e nem local definido. “Ainda não sabemos se começamos por São Paulo ou Rio de Janeiro, mas acredito que os ensaios se iniciem antes de a novela acabar”, conclui.

Mais Notícias