Reportar erro
Vilão humilhado

Bom Sucesso: Alberto lava a alma e expulsa Diogo da Prado Monteiro

Empresário fará questão de expulsar o ex-genro

Funcionários da Prado Monteiro em cena de Bom Sucesso
Em Bom Sucesso, Diogo será expulso da editora Prado Monteiro - Foto: Divulgação/Gshow
Daniel César

Publicado em 15/01/2020 às 20:15:09

A alegria de Diogo (Armando Babaioff) vai acabar na Prado Monteiro em Bom Sucesso. O novo manda-chuva da editora acabará sendo expulso da empresa pelo próprio dono, Alberto (Antônio Fagundes), assim que estiver de posse de provas de que o livro de Eric Feitosa (Jonas Bloch) não pertence ao ex-genro.

Com a descoberta de Marcos (Rômulo Estrela), Alberto fará questão de ele próprio ir tirar o bandido de sua editora e se encaminhará para a empresa a fim de mandar Diogo para o olho da rua. Tudo acontecerá em cenas previstas para irem ao ar nesta quinta-feira (16).

Assim que chegar na editora, Alberto já humilhará Diogo que tentará mostrar que não tem medo do antigo sogro e até se aproximará. Mas dessa vez o pai de Nana (Fabiula Nascimento), mostrará que não está preocupado e que voltou a mandar. "Você não se atreva a colocar a mão em mim que eu quebro o seu braço", dirá ele.

Diogo tentará argumentar e mostrará que pode levar a editora a falência caso decida cobrar pelos direitos do livro. Mas Alberto mostrará que o jogo virou e que já se sabe que o vilão tomou posse dos direitos autorais e que tem como provar. "Nós temos provas que o livro é do Eric Feitosa e a Justiça já tem conhecimento disso. Você vai ser processado por falsidade ideológica e estelionato", responderá Alberto.

Alberto comemora expulsão de Diogo

Diogo não aceitará a justificativa do empresário e mostrará que quem manda é ele, mas continuará sendo ameaçado e, por fim, decidirá sair da Prado Monteiro apenas com suas coisas. Humilhado, ele irá embora pela porta da frente enquanto todos os funcionários comemorarão.

"Como diria Shakespeare: A Prado Monteiro mostrou que é uma família que se orgulha dos seus filhos e que hoje brada a uma só voz: Avante! A editora é nossa!", bradará Alberto.

Mais Notícias