Estreia hoje

De volta no Viva, remake de "Selva de Pedra" foi feito às pressas e sofreu no Ibope

Trama foi ao ar às 20h na Globo, 16 anos depois da versão original de Janete Clair

De volta no Viva, remake de
Tony Ramos e Fernanda Torres protagonizaram o remake de "Selva de Pedra". Novela estreia hoje no Viva

Publicado em 22/08/2019 às 05:53:26 ,
atualizado em 22/08/2019 às 09:17:09

Por: Naian Lucas

"Selva de Pedra" estreia nesta quinta-feira (22) no Canal Viva, a partir das 14h30, substituindo "Terra Nostra". O remake do fenômeno de Janete Clair foi ao ar originalmente em 1986 na Globo contou com a autoria de Regina Braga e Eloy Araújo, tendo Fernanda Torres e Tony Ramos como protagonistas.

A novela que é considerada ainda hoje um marco da dramaturgia nacional jamais foi reprisada na faixa do "Vale a Pena Ver de Novo" e chegou a ser uma das mais pedidas pelo público do Viva. Mas são muitos os casos que giram em torno desta trama e, por isso, o NaTelinha preparou uma lista com algumas curiosidades da obra, incluindo nomes de quem esteve no remake e já faleceu.

A novela dos 100 pontos

O remake de "Selva de Pedra" já estreou com uma responsabilidade e tanto. Ela era, afinal, a versão de uma das novelas de maior sucesso da história da Globo. A trama original, exibida em 1972 detém um recorde ainda hoje. A única novela a marcar 100 pontos. 

O remake não teve o mesmo sucesso e chegou a ser menos visto que a novela das sete da época, "Ti-ti-ti", que estava em reta final. Mas após o acidente e a falsa morte da protagonista, a novela sofreu uma virada e conseguiu recuperar sua audiência, terminando com média geral de 59,60 pontos, apenas 3 a menos que outro fenômeno, "Roque Santeiro", que ela havia substituído.

Feita às pressas

A Globo não sabia qual novela escolher para o lugar de "Roque Santeiro". Chegou a convidar Silvio de Abreu, mas o autor recusou ir para o horário nobre (o que aconteceria alguns anos depois com "Rainha da Sucata") e se cogitou até desenvolver "Barriga de Aluguel", de Glória Perez para a faixa, ideia que também não vingou e a trama acabou indo ao ar às 18h.

Sem muitas opções, a direção aprovou a ideia do remake de uma das mais controversas novelas de Janete Clair. A novela entrou em produção já com "Roque Santeiro" em reta final e a situação foi tão grave que a estreia atrasou em mais de um mês.

Dança das cadeiras

Mesmo sendo feita às pressas, a escalação de elenco de "Selva de Pedra" foi um deus nos acusa. Houve diversas mudanças, até o diretor da novela mudou já com ela no ar. Walter Avancini ficou por 20 capítulos e foi substituído por Dênis Carvalho.

Para se ter uma ideia, a Globo cogitou Glória Pires e até Lucélia Santos para o papel de mocinha da trama, até se decidir por Fernanda Torres. Já a vilã foi oferecido para Sônia Braga, mas a atriz acabou recusando e quem ganhou a chance foi Christiane Torloni. O mais curioso, no entanto, foi com a atriz Sylvia Bandeira que chegou a gravar sua participação, mas acabou substituída por Maria Zilda, a pedido de Daniel Filho.

Cacos de Miguel

Esta foi a primeira novela que Miguel Falabella mostrou seu talento para os cacos, o que se tornaria uma marca de seus personagens nos humorísticos da Globo, como "Sai de Baixo" ou "Toma lá, dá cá". Ele interpretou o vilão Miro, mesmo papel que fora de Carlos Vereza na versão original.

Em tempos distantes do atual momento, o vilão de Miguel Falabella chegou a dar o apelido de macaco ao mocinho Cristiano, por conta dos pelos de Tony Ramos. Além disso, ele criou a expressão "nhé nhé" que se tornou mania nacional.

Quem morreu

Dos protagonistas de "Selva de Pedra" todos os atores ainda estão vivos. Mas muitos coadjuvantes já não está mais entre nós, como é o caso de Sebastião Vasconcelos, responsável por viver o papel de Sessé. Ele morreu em 2013

Yara Lins deu vida a Berenice Vilhena na versão do remake e ela também faleceu, vindo a óbito no ano de 2004, há 15 anos, portanto. Araci Cardoso, intérprete de Irene morreu recentemente, em 2017.

André Valli, intérprete de Pipoca morreu em 2008. Por fim, Walmor Chagas, um dos grandes nomes da dramaturgia nacional e que fez uma participação especial na trama, como Tide. O ator morreu em 2013.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!