Reportar erro
Em dose tripla

Em julho, Silvia Pfeifer estará no ar em três novelas ao mesmo tempo

Artista que protagonizou novelas nos Anos 90 na Globo, estará em Record e Band

Silvia-Pfeifer-três-novelas_88c3065c9d475a2283b9112dded0d609536085d2.jpeg
Silvia Pfeifer estará em três novelas, entre Record e Band, a partir de julho
Daniel César

Publicado em 08/07/2019 às 06:30:28

Ela foi a queridinha da Globo no início dos anos 90 e poderá ser vista em três obras ao mesmo tempo por duas emissoras diferentes, mas nenhuma delas é a rede carioca. Silvia Pfeifer está no ar na Record com “Topíssima” e na reprise de “Bela, A Feia”, e, a partir da próxima semana, também dará as caras na portuguesa “Ouro Verde”, que será exibida pela Band.

A novela da Record, que tem assinatura de Cristianne Fridman, estreou em 21 de maio e marcou o retorno da atriz ao Brasil após sua imersão pelas terras portuguesas. Ela vive Mariinha, mãe do protagonista Antônio (Felipe Cunha), mulher pobre e batalhadora que faz tudo pela família.

A personagem leva traços de semelhança com sua Mônica, de “Ouro Verde”. Na produção portuguesa, vencedora do Emmy Internacional, a personagem também faz tudo pela família e é batalhadora, mas lá, diferente de cá, ela deu vida a uma médica muito rica e casada com o grande vilão da história, sendo a mãe da mocinha.

Silvia Pfeifer na Globo

Embora tenha rodado por diversas emissoras nos últimos anos, inclusive fora do Brasil, Sílvia era apontada como uma atriz promissora quando surgiu no início dos anos 90. Queridinha de Cassiano Gabus Mendes, um dos grandes autores da época, ela protagonizou “Meu Bem, Meu Mal”, trama de 1990 do novelista para o horário das 20h.

Logo depois da produção que foi reprisada recentemente pelo Canal Viva, Pfeifer esteve como uma das protagonistas de “Perigosas Peruas” (1992), novela com o universo do autor Carlos Lombardi. Desde então, a atriz foi perdendo espaço com personagens de menor tempo de arte nas novelas seguintes, mas esteve em grandes produções como “Topicaliente” (1994), “O Rei do Gado” (1996) e “Uga Uga” (2000).

Ela ganhou papel de destaque no remake “Bela, A Feia”, exibido originalmente em 2009 na Record e que está no ar na faixa de reprises da tarde do canal, colocando a emissora na disputa pela vice-liderança. 

O último trabalho com uma personagem fixa de Silvia Pfeifer na Globo foi em 2014, quando ele deu vida a Úrsula, em “Alto Astral”.

Mais Notícias