Reportar erro
Por quê?

Globoplay recebe "Cordel Encantado" na íntegra, mas com baixa qualidade de imagem

Novela foi exibida com sucesso recentemente no "Vale a Pena Ver de Novo"

Acuçena com olhar de preocupação
"Cordel Encantado" no Globoplay não é em HD
Naian Lucas, com Diogo Cavalcante

Publicado em 19/05/2019 às 11:03:45

O Globoplay retirou a versão de "Cordel Encantado" exibida no "Vale a Pena Ver de Novo" e colocou no lugar o enredo na íntegra, exibido em 2011 na faixa das seis da Globo. Se por um lado o público terá o conteúdo completo para assistir, por outro perdeu a qualidade em HD.

Produções desta década que foram levadas ao horário de reprise da emissora costumam ter os capítulos originais recolocados na plataforma de streaming após a sua conclusão. Foi o caso de "Cheias de Charme" e agora a história de Jesuíno (Cauã Reymond) e Açucena (Bianca Bin).

O lado positivo é a oportunidade dos mais saudosistas, e os que nunca viram a trama, poderem acompanhar esses enredos sem nenhum corte, já que o "Vale a Pena Ver de Novo" é editado pelo departamento de programação, que ajusta o conteúdo tanto ao tempo de grade quanto ao horário vespertino.

Em sua versão original, "Cordel Encantado" foi toda gravada e exibida em HD, mas à época em que foi veiculada, a emissora não disponibilizava o conteúdo em alta qualidade na internet. As primeiras versões em HD no sistema da Globo vieram ao longo de 2012, quando foi lançado o Globo.tv, antecessor do Globoplay.

Em 2015, nasceu a atual plataforma, que apesar de mudar o layout e alguns parâmetros da página, manteve alguns conteúdos como estavam publicados até então. Ou seja: "Cordel Encantado" e outras produções mais antigas estão disponíveis, mas em baixa qualidade.

Com o relançamento do enredo na íntegra no Globoplay, esperou-se que a emissora enviasse a versão em HD. Mas os assinantes foram pegos de surpresa e perceberam que a trama continua com a mesma qualidade baixa de imagem.

O NaTelinha procurou a Globo para se posicionar sobre o assunto. Em nota, a emissora disse que "não há variação na qualidade de imagem do conteúdo que sai para a reexibição na TV. Ele retorna à plataforma com o mesmo padrão de qualidade de quando entrou pro catálogo".

Mais Notícias