Fim

“Espelho da Vida” deixa como mensagem final o conselho para não desperdiçarmos o tempo

Espelho da Vida
Divulgação
Foto do Colunista / Jornalista

Taty Bruzzi
i

Taty Bruzzi

Jornalista com especialização em Jornalismo Cultural, Tatiana Bruzzi atua na área há 19 anos, com ampla experiência na produção, criação, edição e revisão de texto. Nos últimos anos tem focado nas editorias de Mulher, Famosos e Cinema.

Publicado em 01/04/2019 às 20:32:08

Escrita por Elizabeth Jin, “Espelho da Vida” entrou no ar em setembro de 2018. A trama que aborda o espiritismo tem início com a chegada de Cris (Vitória Strada) e Alain (João Vicente de Castro) à cidade fictícia de Asa Branca.

Atendendo a um pedido de Vicente (Reginaldo Faria), avô do cineasta que morre logo após a visita do neto, Alain tem pela frente a missão de fazer um filme sobre a história de Julia Castelo.

Vítima de um crime brutal, a jovem foi assassinada na década de 30 e sua morte está envolvida em muitos mistérios. A partir daí, dá-se início a uma teia de acontecimentos que inclui muitas idas e vindas ao passado até descobrirem o que realmente aconteceu com a moça.

Assim como tem feito com as tramas das 19 horas, a Rede Globo decidiu exibir o último capítulo da novela das 18 horas nesta segunda-feira e como não poderia ser diferente, o desfecho foi marcado por momentos de emoção.

A começar pela conversa que Alain teve com Vicente na velha mansão onde morou Julia Castelo. Durante uma visão, o avô do cineasta diz que juntou ele e Cris para que os dois pudessem revelar ao mundo a verdadeira história de Julia, fazendo o neto entender que a relação dos dois era profissional.

Presente durante a conversa, Margot (Irene Ravache), vê o espírito do marido pela primeira vez e se emociona. É neste momento que Alain pede perdão a esposa do avô, a quem sempre tratou com indiferença, enquanto Vicente pede que um cuide do outro.

Cris aceita reescrever com o ex-noivo o final do filme baseado no que ela descobriu enquanto estava presa no passado. Quem não gosta nada da novidade é Isabel (Alinne Moraes). Obcecada por Alain desde o início da trama, a jovem planeja dar um fim na vida da rival.

Então, ela troca a bala de festim por uma de verdade para atingir Cris, assim como aconteceu com Julia, mas seus planos vão por água abaixo quando o espírito de Felipe (Patrick Sampaio) induz Américo (Felipe Camargo) a salvar a filha como forma de redenção, já que na vida passada foi o coronel Eugênio quem matou Julia.

Tomada de raiva, a jornalista invade o casarão e, durante um momento de insanidade, diz olhando para o retrato de Julia que a odeia e irá acabar com ela. Para isso, a jovem joga uma vela no quadro que pega fogo.

De repente, Isabel começa a ter visões do dia em que Cris foi assassinada, enquanto as chamas se espalham pelo casarão, e é salva por Alain. A vilã é presa. O tempo passa e ela aparece conversando com a filha.

Em seguida, Margot morre e é Vicente quem vem buscá-la. O avô de Alain conta com a presença de Pedro, o filho desaparecido da sua esposa e os três se abraçam antes de partirem.

O capítulo termina com o lançamento do filme “Amor Infinito”, que conta com exibição especial para toda a equipe e convidados. Enquanto Alain discursa emocionado ao lado de Cris, os espíritos de Vicente, Margot, André, Américo e da Guardiã (Suzana Faini) assistem a tudo junto a plateia.

“Ame como se fosse morrer, demonstre seu amor hoje, como se estivesse numa despedida. Não adie o amor, o olhar bom, o abraço, a boa palavra, o beijo... Um dia sem amor é um dia perdido. Somos espíritos imortais, mas experiência na Terra tem prazo de validade. Não desperdice o tempo como se ele fosse infinito”, diz a mensagem final na voz de Vicente.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!