Complexidade

Com baixa audiência, “Espelho da Vida” chega ao fim como fenômeno da internet

Novela de Elizabeth Jhin vai ter seu último capítulo exibido nesta segunda (01)

Alinne Moraes
Alinne Moraes é a vilã de "Espelho da Vida" - Foto: Reprodução/Globo
Foto do Colunista / Jornalista

Naian Lucas
i

Naian Lucas

Naian Lucas escreve há 10 anos e já fez de tudo um pouco nas redações. Apaixonado por televisão, é roteirista e trabalha na área desde 2014. Atualmente, é repórter do NaTelinha e aficcionado por tudo que envolve dramaturgia. Siga-me no Twitter: @naiaan

Publicado em 01/04/2019 às 10:05:25

A novela das seis, “Espelho da Vida”, chega ao fim nesta segunda-feira (01) acumulando duas situações antagônicas. A primeira é a baixa audiência na média geral acumulada e a segunda, o sucesso na internet que a transformou num fenômeno.

De acordo com dados da Kantar Ibope, a trama assinada por Elizabeth Jhin e com direção de Pedro Vasconcelos estava com média acumulada de 16,61 pontos até o capítulo da última quinta (27).

A tendência é de crescimento nos três capítulos restantes, porém, deverão ser insuficientes para tirar de “Espelho da Vida” o título de segunda pior audiência da história do horário. Ela somente venceu “Boogie Oogie” (2015).

Por algum tempo, a novela chegou a ostentar o título de pior audiência. Isso porque, entre dezembro e janeiro, a trama obteve índices muito baixos e chegou a perder a liderança do horário para o “Cidade Alerta”, da Record.

Vale lembrar que os números são referentes a Grande São Paulo, principal praça para o mercado publicitário.

Se em audiência a novela não viveu grandes momentos, na internet foi o oposto. A obra liderou as pesquisas nas redes sociais e também superou outras tramas nos termos de busca da web. Mesmo no Globoplay, aplicativo de streaming da Globo, “Espelho da Vida” lidera os vídeos mais vistos.

O fenômeno da internet também contabilizou outras conquistas. No Twitter, diariamente consegue colocar vários termos entre os mais comentados da rede social. Além disso, a hashtag com o nome da novela é utilizada dezena de milhares de vezes enquanto ela está no ar.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que uma trama com audiência modesta se transforma em fenômeno da segunda tela. “Sangue Bom”, que teve média geral de 24,60 pontos em 2013, foi a novela mais vista na internet naquele ano.

História Complexa

Rejeitada logo no início, “Espelho da Vida” apresentou uma trama complexa que afugentou o grande público do horário. A história se passava em duas épocas diferentes, mas que nunca conseguiu fazer os telespectadores entenderem direito as regras disso.

Cris (Vitória Strada) acaba descobrindo que era a encarnação de Júlia e, através de um portal num espelho, conseguia viajar no tempo e encarnar a própria Júlia. Um dos pontos mais complexos da novela é que, no presente, todos sabiam que Júlia havia sido assassinada e que o crime era um mistério na cidade.

Baseada em crenças espíritas, a autora Elizabeth Jhin sofreu para convencer o público da verossimilhança da obra, mas com várias histórias de amor, acabou ganhando o coração de parte dos internautas que costumam utilizar as redes sociais para torcer por casais, os famosos ‘ships’.

Maniqueísmo

Se a aposta em uma trama complexa afugentou o público, a autora optou por apresentar personagens maniqueístas, que normalmente costuma dar certo. Tanto Cris quanto Júlia eram mocinhas típicas de telenovelas. Vitória Strada foi muito elogiada na interpretação das duas personagens.

Assim como Alinne Moraes. Ela deu vida a vilãs nas duas encarnações e recebeu muitos elogios por parte da crítica e também dos telespectadores. Neste caso, todo mundo sabia quem era a mocinha e quem era a vilã da trama.

Isso não foi levado ao pé da letra no caso dos personagens de João Vicente de Castro. Se no presente ele era tido como o mocinho, no passado ele era um dos grandes vilões da época.

Oi sumido

Uma das principais críticas sofridas por “Espelho da Vida”se deu porque o mocinho da novela simplesmente não aparecia nunca. Se a história mostrava a história de amor de várias vidas entre um casal, isso acabou ganhando corpo apenas na reta final.

O personagem vivido por Rafael Cardoso, embora com muitas cenas no passado, nunca chegava à novela no presente e isso foi alvo de duras críticas, tanto de jornalistas quanto dos telespectadores.

Isso acabou acontecendo apenas na última semana, algo bastante incomum nas telenovelas.

O filme

Como se não bastasse acontecer em duas épocas diferentes, a novela ainda tentou ousar ao mostrar as gravações de um filme dentro da história. Isso colocava boa parte do elenco vivendo três personagens diferentes: no passado, no presente e dentro do filme.

Com o público confuso, o longa acabou perdendo espaço e não chegou a ter grande relevância na reta final.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!